Blog

Black Friday

12 nov 20

Segurança

Black Friday: dicas para aproveitar as promoções e evitar golpe

Black Friday - Se você é dos que passam o ano todo esperando novembro chegar para comprar aquele eletrônico, eletrodoméstico e vários outros produtos com descontos maiores, este conteúdo é para você. 

A Black Friday está chegando e apesar deste realmente ser um ótimo momento para aproveitar os descontos e fazer as compras de fim de ano, também é preciso ficar atento para evitar os golpes que podem acabar em prejuízo. 

 Por isso, separamos algumas dicas para você fugir das armadilhas e aproveitar a Black Friday com tranquilidade. Confira. 

Cuidado com o phishing

Este é um golpe muito comum e funciona assim: o fraudador envia mensagens, via e-mail, SMS ou redes sociais, como se fosse uma loja conhecida e induz a vítima a informar seus dados para compra de um produto. 

Fique atento! Sempre confira para quem está passando informações e não clique em links enviados por e-mail, SMS ou redes sociais sem ter certeza da origem. 

Desconfie de valores muito baixos

Questione sempre que o preço estiver muito abaixo do praticado pelo mercado. Esse tipo de chamariz pode ser o tipo de golpe onde você paga pelo produto e não recebe nada. Pode ser também um golpe para roubar seus dados ou ainda, principalmente no caso de eletrônicos, se tratar de produtos falsos ou de qualidade duvidosa. 

Atenção ao utilizar redes públicas

Cuidado ao fazer compras utilizando redes ou wi-fi públicos. Essa também pode ser uma forma de você dar acesso aos seus dados, inclusive cartões de crédito, para pessoas mal intencionadas. 

Tente fazer compras online e informar dados pessoais em lojas virtuais apenas utilizando redes conhecidas e seguras. 

Fique atento aos endereços

Antes de preencher formulários e informar dados pessoais e do cartão, confira o endereço do site onde está navegando ou do e-mail onde recebeu a oferta. 

Fraudadores costumam criar sites, e-mails e outras formas de comunicação utilizando nomes de lojas famosas, com pequenas variações, mudando ou acrescentando uma letra aos nomes e endereços.  

Os objetivos desse tipo de golpe são:

  • Coletar dados do cartão de crédito das vítimas, em ambientes virtuais que simulam a finalização da compra; 
  • Coletar login e senha das vítimas, em ambientes virtuais que simulam os sites de lojas online famosas. 

No caso da coleta de login e senha, o fraudador, em posse desses dados, acessa a conta verdadeira e consegue realizar compras, bem como, ter acesso a todos os dados pessoais. 

Esse golpe fica ainda mais perigoso pois muitas pessoas usam o mesmo e-mail e senha em vários e-commerces, o que acaba favorecendo os fraudadores, que conseguem acesso a vários ambientes de compras do usuário.  

Verifique a confiabilidade do site

Se você receber uma oferta no e-mail ou rede social utilizando o nome de uma loja famosa, mas desconfiar do link enviado, não clique. Faça uma busca pelo nome da loja ou marca, acesse o site oficial e busque a oferta. 

O Procon dispõe de uma lista de sites que devem ser evitados e já com registros de tentativas de fraude ou problemas nas compras. Também é possível consultar a loja ou marca onde pretende comprar no Reclame aqui, e verificar a experiência de outros usuários. 

Confira os boletos enviados

Se você é adepto às compras pela internet e costuma fazer pagamentos via boleto, fique atento. As lojas costumam disponibilizar os documentos no mesmo ambiente de compra virtual, logo após a finalização. 

Caso você receba boletos via e-mail ou SMS, confira as informações antes de realizar o pagamento. 

Nessa época do ano, com mais pessoas fazendo compras e solicitando boletos, é comum ver golpistas tentando se aproveitar do fluxo maior, mandando boletos falsos e muito parecidos com os de grandes lojas. 

Não passe seus dados em ligações recebidas

Nunca repasse ou confirme seus dados pessoais ou de cartões de crédito ao atender ligações. Caso aconteça de receber uma ligação assim e tiver dúvida, encerre o contato, e ligue para o telefone oficial do seu banco. 

Ressaltamos que o Banco Bari não pede confirmação de número de cartão, código de verificação (CVV) ou senhas.

Pronto. Agora você já sabe como evitar os golpes financeiros mais comuns na Black Friday. Se quiser saber mais sobre como evitar outras tentativas de fraudes, temos um conteúdo completo sobre o tema aqui no blog. Clique para ler.  

Ah! E não esqueça de sempre pesquisar com antecedência os produtos que pretende comprar. Dessa forma você evita a “black fraude” e as promoções falsas que também são comuns nessa época.  

Gostou deste conteúdo? Então continue acompanhando as nossas postagens por aqui e siga Banco Bari nas redes sociais.

Recomendações

Comentários

Mais posts

Investimentos CDB

13 ago 20

Investimentos: o que é CDB?

O post de hoje fala sobre o CDB, um tipo de investimento de Renda Fixa seguro e que, na maioria […]

Ler mais

7 dicas para ser um correspondente bancário de alta performance

Você sabe o que faz um correspondente bancário se destacar dos outros? Listamos aqui 7 dicas para você se destacar! […]

Ler mais
LGPD

05 nov 20

LGPD: 9 perguntas e respostas sobre a Lei Geral de Proteção de Dados

Você já deve ter ouvido falar nessas quatro letrinhas: LGPD. Redes sociais, compras online, bancos, hospitais, escolas, cinemas, hotéis e […]

Ler mais

Atenção!

O Banco Bari alerta que não exige depósito prévio a título de fiança, seguro ou taxa de cadastro para concessão de empréstimos aos seus clientes.

Em cumprimento à Circular 3.991 do Banco Central de 19/3/2020 e seguindo as diretivas preventivas incentivadas pelas autoridades durante a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), informamos aos nossos clientes que o atendimento público presencial estará suspenso por tempo indeterminado.

Durante esse período, pedimos aos nossos clientes que utilizem nossos canais digitais de atendimento:
Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC)
4007-2888 (capitais e regiões metropolitanas)
0800-007-1777 (demais localidades)
41 98775-7044 (whatsapp)
ajuda@bancobari.com.br