Blog

IGP-M

10 jun 20

Educação Financeira

Glossário Financeiro – O que é IGP-M?

Nosso glossário financeiro é um espaço para descrevermos e detalharmos alguns termos, taxas, siglas e abreviações presentes neste universo.  Já falamos sobre o que é o IPCA e, hoje, vamos explicar o que é e como é calculado o IGP-M. 

O que é o IGP-M? 

O IGP-M é o Índice Geral de Preços do Mercado. Ele é calculado pela Fundação Getúlio Vargas e tem como intenção registrar a oscilação de preços desde matérias-primas agrícolas e industriais, até a prestação de serviços e de bens de consumo. 

O IGP-M mede a inflação? 

Sim, o IGP-M mede a inflação, ou seja, a oscilação de preços e, por consequência a perda de valor de compra da moeda. Porém, ele não é o índice oficial da inflação - este é o IPCA, mensurado pelo IBGE. Mesmo assim, o IGP-M é o indexador para a correção de contratos imobiliários e alguns produtos de investimentos. 

Qual é a diferença entre o IPCA e o IGP-M?

Ambos têm a intenção de medir a oscilação da inflação. A diferença entre os dois é a metodologia. Enquanto o IPCA mensura uma lista de quase 400 itens, que representam o consumo das famílias que recebem entre 1 e 40 salários mínimos, o IGP-M pesquisas o preço de um universo maior de itens abrangendo toda a cadeia produtiva. 

Como o IGP-M é medido? 

O Índice Geral de Preços Médio tem a intenção de identificar a oscilação de preços, desde o começo do processo produtivo até o final. 

Assim, a Fundação Getúlio Vargas analisa a oscilação de preços de mais de 1.400 itens  entre o dia 21 do mês anterior até o dia 20 mês atual. 

O IGP-M é composto pela média ponderada destes outros três índices: 

  • IPA-M: Índice de Preços ao Produtor Amplo – Mercado: Ele engloba desde as matérias-primas agrícolas, produtos agropecuários e bens industriais. Mede a oscilação de preços do início da cadeia produtiva. Ele representa 60% do valor do IGP-M. 
  • IPC-M: Índice de Preços do Consumidor – Mercado: Referente aos produtos e serviços de consumo comuns das famílias brasileiras, incluindo alimentação, habitação, vestuário, saúde, educação, lazer, transportes e diversas outras despesas. Ele representa 30% do valor do IGP-M. 
  • INCC-M: Índice Nacional de Custo da Construção – Mercado: Abrange o custo dos materiais, mão-de-obra e equipamentos relacionados à construção e habitacional. Ele é medido em sete capitais brasileiras e representa 10% do valor do IGP-M. 

Onde é divulgado o IGP-M? 

O IGP-M é divulgado na última semana do mês pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas. Aqui, você pode conferir a média histórica do IGP-M neste site. 

O que o IGP-M impacta em nosso dia a dia? 

O IGP-M é, normalmente, o índice de reajuste dos contratos de aluguel, além de ser o balizador do aumento de algumas tarifas públicas. Ele também é utilizado como indexador para a rentabilidade de alguns produtos financeiros como Letras de Crédito Imobiliários e Letras de Crédito do Agronegócio. 

Depois de falarmos sobre índices de inflação, como o IGPM e o IPCA, semana que vem falaremos sobre a taxa SELIC, o que ela representa e quais são seus impactos em nosso dia a dia. 

Este post foi escrito pela Drimgo, parceira do Banco Bari na missão de ajudar as pessoas  as pessoas a melhor planejar e realizar seus sonhos por meio da educação financeira. 

Recomendações

Comentários

Mais posts

Correspondente bancário

23 jul 19

Por que ser um correspondente bancário?

Para quem quer empreender ou talvez conseguir uma renda extra para o negócio, atuar como correspondente bancário pode ser ideal. […]

Ler mais
Negócio e a crise

7 dicas para reinventar seu negócio em meio à crise.

Em tempos de crise, é importante perceber como o mercado está reagindo e buscar identificar oportunidades de minimizar despesas, caso […]

Ler mais
blog-bari-economia-no-home-office

Pequenas economias no home office – Energia Elétrica

Quatro dicas para controlar os gastos com energia elétrica no Home Office.

Ler mais

Atenção!

O Banco Bari alerta que não exige depósito prévio a título de fiança, seguro ou taxa de cadastro para concessão de empréstimos aos seus clientes.

Em cumprimento à Circular 3.991 do Banco Central de 19/3/2020 e seguindo as diretivas preventivas incentivadas pelas autoridades durante a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), informamos aos nossos clientes que o atendimento público presencial estará suspenso por tempo indeterminado.

Durante esse período, pedimos aos nossos clientes que utilizem nossos canais digitais de atendimento:
Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC)
4007-2888 (capitais e regiões metropolitanas)
0800-007-1777 (demais localidades)
41 98775-7044 (whatsapp)
ajuda@bancobari.com.br