O Banco

Para você

Para sua empresa

Blog

Multiconta

Um aplicativo que ajuda você a guardar $ para seus objetivos.

Multiconta Banco Bari
Conta Controle
Conta Objetivo
Pix
Baricard Elo Grafite
Investimentos

Produtos de Renda Fixa para o seu dinheiro render com segurança.

Saiba mais
Empréstimo
/ home equity

Crédito com garantia de imóvel para você usar como quiser.

Saiba mais
2ª via do boleto
Financiamento imobiliário

Inclua as custas de cartório nas parcelas e utilize seu saldo do FGTS.

Saiba mais

Empréstimo
/ home equity

Crédito com garantia de imóvel para você usar como quiser.

Saiba mais
2ª via do boleto

Serviços ao mercado financeiro

Saiba mais

Bariblog

Conteúdos para mudar a forma como você se relaciona com seu dinheiro
Educação Financeira

SAC ou Price? Descubra as diferenças entre os tipos de amortização para seu crédito imobiliário

26 NOV 20
COMPARTILHE

Se você está pensando em fazer um financiamento ou refinanciamento imobiliário (home equity) e fez algumas simulações, já deve ter se deparado com os termos SAC e Price, que são duas formas de calcular os juros sobre as parcelas mensais do crédito. 

Na hora de contratar um financiamento, além de buscar taxas atrativas, é preciso estar atento ao valor das parcelas ao longo do tempo. E é justamente a modalidade de amortização escolhida que irá definir isso. 

Mas você pode estar se perguntando: como funciona cada uma delas? Quais as diferenças na prática? Qual delas combina melhor com meu perfil? Foi para sanar essas e outras dúvidas que pensamos neste conteúdo. Vamos lá!

Tabela SAC

No Sistema de Amortização Constante ou SAC, os pagamentos do valor financiado ocorrem de forma constante. No entanto, as parcelas são compostas também pelos juros acordados para concessão do financiamento. 

Na SAC, os juros incidem sobre o valor restante da dívida. Isso significa que, após o pagamento de cada parcela, os juros serão calculados em cima de um valor montante cada vez menor, o que também reduz, mês a mês, o valor da parcela a ser pago. 

Ou seja, o cliente que escolhe o Sistema de Amortização Constante (SAC) começa pagando uma parcela mais alta que com o passar dos meses vai reduzindo devido os juros incidirem sobre montantes cada vez menores. 

Tabela Price

A principal característica desse tipo de amortização é apresentar o mesmo valor de parcela durante todo o tempo de pagamento, ou seja, a primeira e a última prestação do financiamento terão o mesmo valor. 

Na Price, o cálculo dos juros é feito sobre o valor total financiado, mas a composição das parcelas é feita de forma diferente: as primeiras prestações são calculadas dando prioridade ao pagamento dos juros. Já a amortização da dívida fica para as parcelas finais do financiamento. 

SAC ou Price? Qual tipo de amortização devo escolher

Os dois tipos de amortização tem vantagens. O ideal é escolher de acordo com o seu perfil. Para quem não pode dispor de valores mensais mais altos, a Price é mais indicada, já que na SAC as primeiras parcelas são maiores. 

Já para quem quer pagar menos juros e pode arcar com um valor de parcela mais alto no início do financiamento, o Sistema de Amortização Constante é mais indicado, pois a incidência dos juros ocorre sobre um valor montante sempre decrescente, o que reduz também o valor total pago. 

Principais diferenças entre as modalidades de amortização

Tabela PriceSAC
Parcelas iguais da primeira até a última prestação.Parcelas decrescentes - Valor começa maior e vai diminuindo mês a mês. 
Amortização crescente. As primeiras parcelas priorizam o juros.Amortização constante com valor fixo.
Primeira prestação mais barata.Primeira prestação mais cara.
Última prestação igual a primeira.Última prestação mais barata que a primeira.
Saldo devedor reduzido mais lentamente.Saldo devedor reduzido um pouco mais rápido.
Montante de juros maior ao fim do prazo.O montante de juros tende a ser menor ao fim do prazo.

Correção monetária

Independente do tipo de amortização escolhida, normalmente os financiamentos sofrem correções monetárias, que atualizam o saldo devedor e os valores das prestações a serem pagas. Essas correções podem ser feitas de forma prefixada ou pós-fixada

Na correção monetária prefixada, a instituição financeira faz uma estimativa dos montantes e embute esse percentual na taxa de juros do financiamento. 

Já na pós-fixada, a correção fica atrelada a um índice de mercado (TR, IGP-M, IPCA) e é calculada após o fechamento de cada mês. 

Aqui no Bari, oferecemos financiamentos imobiliários para compra de imóveis e também refinanciamento do seu imóvel para liberação de recursos utilizando os dois tipos de amortização, para que você tenha liberdade de escolher a que melhor se ajusta às suas necessidades.

Faça uma simulação de crédito e confira: bancobari.com.br/simulador

Ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário que nossos especialistas respondem! Se gostou deste conteúdo, continue acompanhando as nossas postagens por aqui e siga Banco Bari nas redes sociais. 

Veja também

Este site usa cookies e outras tecnologias que ajudam a personalizar o conteúdo de acordo com nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.