O Banco

Para você

Para sua empresa

Blog

Empréstimo
/ home equity

Crédito com garantia de imóvel para você usar como quiser.

Saiba mais
2ª via do boleto

Serviços ao mercado financeiro

Saiba mais
Educação Financeira

Mesada: como ensinar educação financeira para crianças na prática

13 MAI 21
COMPARTILHE

Desenvolver a habilidade de lidar com dinheiro é fundamental e vai além do benefício individual, impactando a economia do país como um todo

Os altos índices de endividamento no Brasil, que atingiram a marca de 67,5% em abril de acordo com a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic) da Confederação Nacional do Comércio, comprovam como a ausência de educação financeira desde a infância impacta negativamente a economia de um país. 

O aumento da inadimplência é preocupante porque, quanto menos dívidas são pagas, menos dinheiro circula no mercado. Isso acarreta consequências como o aumento do desemprego e a queda na concessão de crédito. 

Visando amenizar esse preocupante quadro, em 2020, o Ministério da Educação homologou a inclusão da educação financeira ao currículo da Educação Infantil e Ensino Fundamental, passando a ser abordado pelas escolas em forma de aulas e projetos. 

Mas como complementar em casa, e de forma prática, o que as crianças estão aprendendo nas escolas? A mesada ou semanada (dinheiro dado semanalmente) pode ser uma excelente ferramenta para ensinar uma criança a lidar com dinheiro e compreender as noções básicas de custo e economia. 
 

Educação financeira nas escolas: o que a economia do Brasil ganha com isso

 

Definindo o valor da mesada

Primeiro, você precisa avaliar a possibilidade de dispor de uma pequena parte do seu orçamento mensal ou semanal para dar uma mesada ou semanada para a criança. O valor deve ser coerente com a capacidade financeira de cada família. 

Ensinando na prática

Com o valor definido, chegou a hora de conversar com a criança sobre os seus objetivos e metas para esse dinheiro. Essa etapa é indispensável para que a criança desenvolva o senso de responsabilidade com o próprio dinheiro. 

Os pequenos devem ser ensinados sobre o custo de cada coisa, sobre poupar e sobre como é possível adquirir itens de valor mais alto juntando dinheiro. 

Ilustração mostra dois adultos e duas crianças interagindo com um cofre de porquinho. Uma das crianças segura uma moeda.
Ensinar as crianças a lidarem com dinheiro é fundamental. Benefícios vão além do individual, impactando inclusive a economia do país. 

Não use a mesada como punição e nem como recompensa

A mesada não deve ser utilizada nem como recompensa pelo cumprimento de obrigações e nem como punição para o descumprimento, com cortes ou diminuição de valores. 

Caso queira oferecer recompensas, o ideal é que seja um valor extra, dado quando a criança executa uma tarefa ou cumpre uma meta. 

Já quando a criança comete um deslize ou descumpre um combinado, o mais correto é manter um diálogo. Ao fazer cortes de valores na mesada, você pode acabar interrompendo ou impossibilitando a realização de um objetivo traçado pela criança para esse dinheiro, o que pode gerar muita frustração. Afinal, você não gostaria de ter parte do seu salário descontado devido a uma falha, certo? 

Mesada moderna

Precisar se deslocar para o banco ou caixa eletrônico, fazer um saque e entregar dinheiro em espécie para a criança, além de nada prático, também não é indicado devido à pandemia de Covid-19 e ao risco de contaminação que o contato com cédulas oferece. 

O Banco Bari tem a solução ideal para esse problema, unindo tecnologia e educação financeira, nosso grande diferencial. 

Com a Multiconta digital Banco Bari, você tem acesso a Conta Controle, uma ferramenta exclusiva que pode te ajudar a separar recursos para gastos específicos, como uma mesada ou semanada. 

 

Controle financeiro na palma da mão
 

Você pode criar até duas Contas Controles e personalizar essas contas no seu aplicativo com nome, cor e emojis que te ajudarão a identificar o gasto mais facilmente. Também é possível transferir dinheiro da conta principal com um toque ou programar transferências recorrentes. 

E o melhor: cada Conta Controle dá direito a um cartão de débito para movimentar exclusivamente os recursos da conta vinculada. 

Olha só esse exemplo prático: Joana é avó de Eduarda e deseja dar uma mesada para a neta no valor de R$ 50. Joana já é cliente Bari e criou uma Conta Controle chamada Mesada da Duda

Joana também emitiu um cartão de débito com o nome da neta, programou uma transferência mensal no valor da mesada e consegue acompanhar os gastos da neta pelo aplicativo. Já a Duda ficou toda feliz por ter um cartão só seu e está economizando a mesada.
Viu como a mesada pode ser um grande aliado na educação financeira das crianças? E com o Banco Bari fica ainda mais simples e moderno fazer isso. Abra a sua conta e comece agora mesmo a experimentar as facilidades que temos a oferecer

Veja também

Este site usa cookies e outras tecnologias que ajudam a personalizar o conteúdo de acordo com nossaPolitica de Privacidade. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.