O Banco

Para você

Para sua empresa

Blog

Empréstimo
/ Crédito com garantia de imóvel

Empréstimo inteligente para dar fôlego ao seu negócio.

Saiba mais
2ª via do boleto

Serviços ao mercado financeiro

Saiba mais
Empreender

Como investir no próprio negócio?

13 JUN 22
COMPARTILHE

Abrir uma empresa parece um sonho distante para muita gente, mas com planejamento e um pouco de criatividade, é possível empreender com sucesso. Para isso, no entanto, é importante se atentar aos modos de investir no próprio negócio.

Planejamento é a chave para qualquer negócio de sucesso, tanto para planejar a mudança da profissão que você exerce hoje, quanto na hora de realizar o planejamento financeiro. Estudar as finanças pessoais e se preparar permite que você consiga investir no próprio negócio sem comprometer o orçamento familiar.

Se você está se perguntando como iniciar um empreendimento, aqui vamos dar algumas ideias, mas é sempre bom começar por um nicho de mercado em que você possa utilizar seu conhecimento e experiência. 

O investimento inicial para abrir um negócio vai depender muito do tipo de empresa que você pretende abrir. Geralmente empresas que prestam serviços exigem um investimento inicial mais baixo do que as que oferecem produtos. Vender uma mercadoria significa lidar com fornecedores, estoque, entrega e isso pode gerar mais custos. Por outro lado, é mais fácil que o cliente perceba o valor e esteja disposto a pagar por algo tangível, que possa segurar em suas mãos.

É uma questão de perspectiva e não existe fórmula mágica de como montar um negócio lucrativo com pouco dinheiro. O que existe é muito trabalho e um ótimo planejamento financeiro. Para auxiliar no seu primeiro passo, selecionamos 7 dicas para te ajudar a abrir o seu próprio negócio.

7 dicas para investir no próprio negócio:

1. Incorpore o perfil empreendedor

A primeira coisa a se pensar é no perfil necessário para empreender. Parece algo simples, mas é preciso refletir se é isso que você realmente quer. Empreendedor no início da carreira não tem salário e muito menos horário de trabalho. 

Se no começo não ter horário para trabalhar pode soar negativo, quando tudo der certo, essa frase se transforma em algo extremamente positivo. Quem não quer poder trabalhar a hora que quiser e de qualquer lugar?

2. Defina o modelo de negócio

Trabalhar com o que gosta é sempre mais prazeroso, mas isso não precisa ser uma máxima no mundo dos negócios. Usar sua experiência e conhecimentos prévios pode te fazer economizar tempo e dinheiro. 

É importante definir o tipo de negócio para determinar o investimento necessário na empresa. Alguns modelos de negócio mais comuns são:

  • Por assinatura, como a Netflix;
  • Franquia;
  • E-Commerce/Marketplace;
  • Premium com acesso gratuito (Freemium), como o Spotify.

Também é nesse momento que é importante definir alguns aspectos mais gerais de localização e forma de prestação de serviços. 

3. Estude o mercado

Antes de investir no próprio negócio e definir qual o melhor modelo para o seu perfil, é preciso estudar o mercado que se deseja entrar. Veja quem são seus concorrentes diretos e indiretos e o que será necessário em questão de investimentos em marketing. Faça um planejamento financeiro e cheque a localização no caso de um empreendimento físico. 

4. Faça um planejamento financeiro

ilustração de um saco de dinheiro, moedas e uma seta, representando o investimento em um empreendimento

É preciso fazer um planejamento financeiro minucioso na hora de investir no próprio negócio. Planejar todos os custos com bastante cautela e mergulhar nos detalhes de toda a operação. Nesse momento você também deve fazer uma previsão de entradas e organizar como será o reinvestimento na própria empresa.

Nem todo lucro da empresa deve ser retirado para o empreendedor, é preciso planejar os investimentos futuros e guardar dinheiro para os momentos de crise. Assim, sua empresa pode crescer de maneira saudável e sem apertos. 

5. Faça um plano de negócios

Após estudar as opções e definir qual o melhor modelo de negócio para o seu perfil, é hora de partir para o plano de negócios. Parece algo meramente burocrático, mas, feito de maneira certa, evita muitos erros, ajuda no planejamento estratégico e financeiro.  

Um bom plano de negócios define claramente os objetivos da empresa. Para isso, o ideal é que ele tenha um sumário executivo, uma análise de posicionamento e de mercado, a definição dos planejamentos operacional e financeiro e o descritivo de metas iniciais. 

6. Capte recursos

Esse é o momento de analisar como serão usados os recursos financeiros e qual o melhor tipo de empréstimo. Nesse sentido, a linha de crédito com garantia de imóvel (ou home equity) é uma ótima opção para quem quer saber como abrir um negócio próprio. 

Este tipo de crédito é uma tendência em crescimento entre pequenos empreendedores e proporciona ao tomador um crédito de longo prazo e as melhores taxas do mercado.

Simule aqui seu empréstimo com garantia em imóvel.

7. Partir para a ação:

Com o dinheiro em mãos, é hora de partir para a ação. Pegar seu planejamento financeiro e sua estimativa de investimento e colocar a empresa para funcionar. 

Hoje nenhuma empresa sobrevive sem uma boa estratégia de marketing, especialmente digital. Essa é a maneira que você vai se conectar com o seu público e apresentar todos os benefícios que seu produto ou serviço possuem.

Como iniciar um empreendimento com pouco dinheiro?

Para quem quer saber como montar um negócio lucrativo com pouco dinheiro, o principal ponto para pensar é no modelo de negócio. Prestar serviços on-line e sem sair de casa, por exemplo, é a maneira menos custosa para atuar como  um empreendedor.

E qual o melhor negócio para investir com pouco dinheiro? Neste caso, você pode optar por consultorias on-line, cursos, e-book, criar conteúdos ou revender produtos. 

Para saber qual tipo de comércio dá mais lucro é só fazer o plano de negócio para cada opção que se tem em mente. Você pode investir em um modelo de negócio já existente, como uma franquia, e já ter uma previsão mais realista de entrada e saída de dinheiro. 

Agora que você já sabe o passo a passo para criar um negócio, use seus conhecimentos e sua criatividade e faça um bom planejamento. Seja no modelo franquia ou uma ideia original, seja físico ou on-line, seja vendendo produto ou serviço, baseie-se em dados e informações para começar a sua estratégia e investimentos empresariais.

Não se esqueça de oferecer um produto de qualidade, de investir em marketing e atender muito bem aos seus clientes. Geralmente eles te dizem para onde seguir depois disso, o que mais gostam ou o que precisam. 

Trazer a solução para um problema atual é a fórmula de sucesso das startups. Não focam tanto no produto que querem oferecer, mas sim, no que as pessoas precisam e no que facilitaria a vida delas. Esse tipo de empresa cria produtos escaláveis e adaptados ao que o público quer e prefere. Testam, aprendem rápido e mudam quantas vezes for necessário.

Você pode criar produtos ou ensinar pessoas a criarem produtos. Teste, crie, inove, replique, tenha sócios ou faça sozinho. Tudo é uma questão de criatividade e planejamento.

Precisa de dinheiro para começar seu próprio negócio? Solicite aqui a sua cotação. 

Veja também

Este site usa cookies e outras tecnologias que ajudam a personalizar o conteúdo de acordo com nossaPolitica de Privacidade. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.