O Banco

Para você

Para sua empresa

Blog

Multiconta

Um aplicativo que ajuda você a guardar $ para seus objetivos.

Multiconta Banco Bari
Conta Controle
Conta Objetivo
Pix
Baricard Elo Grafite
Investimentos

Produtos de Renda Fixa para o seu dinheiro render com segurança.

Saiba mais
Empréstimo
/ home equity

Crédito com garantia de imóvel para você usar como quiser.

Saiba mais
2ª via do boleto
Financiamento imobiliário

Inclua as custas de cartório nas parcelas e utilize seu saldo do FGTS.

Saiba mais

Empréstimo
/ home equity

Crédito com garantia de imóvel para você usar como quiser.

Saiba mais
2ª via do boleto

Serviços ao mercado financeiro

Saiba mais

Bariblog

Conteúdos para mudar a forma como você se relaciona com seu dinheiro
Financeiro (Empresas)

Linha de Crédito Emergencial garante o financiamento da Folha de Pagamento de pequenas e médias empresas.

17 ABR 20
COMPARTILHE

Os impactos econômicos devido a pandemia do Coronavírus começam a despontar, principalmente em alguns setores do comércio e serviço que viram seu faturamento reduzir a próximo de zero. Para segurar os empregos, o Governo Federal criou uma nova linha de crédito para que pequenas e médias empresas possam financiar sua folha de pagamento em troca de não demitir seus funcionários.

No total, serão destinados R$ 40 bilhões de reais para esta nova linha de crédito e, a origem dos recursos virão do Tesouro Nacional (85%) e das instituições financeiras participantes (públicas e privadas) (15%). 

A estimativa é atender cerca de 1,4 milhão de pequenas e médias empresas que tenham faturamento anual entre R$ 360 mil e R$ 10 milhões. O programa é limitado a dois salários mínimos por funcionário, durante dois meses e destina-se exclusivamente para os custos da folha de pagamento. Como contrapartida a empresa não pode demitir funcionários pelo período de dois meses. 

As condições para o pagamento desta linha de crédito emergencial são: 

  • Juros de 3,75% ao ano; 
  • 6 meses de carência; 
  • 36 para realizar o pagamento do empréstimo. 

Para ter acesso as empresas entrarão em contato com os bancos públicos (BNDES, Banco do Brasil ou Caixa Econômica) ou bancos privados e, após aceite e análise de crédito, o pagamento do dinheiro será direto na folha de pagamento do funcionário. 

Conheça Drimgo, uma plataforma para ajudar pessoas a melhor planejar e realizar sonhos a partir da educação financeira. 

Veja também

Este site usa cookies e outras tecnologias que ajudam a personalizar o conteúdo de acordo com nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.