Blog

Taxa Selic

17 jun 20

Educação Financeira

Glossário Financeiro – O que é taxa SELIC?

Você já deve ter ouvido notícias sobre a queda ou aumento da Taxa Selic, mas já parou para entender o que ela quer dizer e quais são seus reais impactos em nosso dia a dia? Nosso glossário financeiro desta semana é sobre a Taxa Selic. 

O que quer dizer Selic? 

A sigla Selic quer dizer Sistema Especial de Liquidação e Custódia.  Na prática, ele é um sistema fechado em que as instituições financeiras negociam títulos públicos do tesouro. Ele é diferente da Taxa Selic.

O que é a Taxa Selic? 

A Taxa Selic é a taxa básica de juros da economia. É a taxa que o governo paga quando pega dinheiro emprestado - normalmente, a partir da emissão de títulos do tesouro. Ela tem como função principal o controle da inflação. 

E quais são os impactos da Taxa Selic no dia a dia? 

A remuneração de diversos investimentos são atreladas à taxa Selic. Títulos do Tesouro Direto, chamados de Tesouro Selic, são afetados diretamentamente pelo percentual da taxa. Assim como a rentabilidade da poupança, que, hoje, é 70% do valor da Taxa Selic.

Aplicações de renda fixa também tem sua rentabilidade afetada já que, a maioria é atrelada ao CDI, Certificado de Depósitos Interbancários, que acompanha o valor da Taxa Selic. 

Ela é dividida em duas a Taxa Selic Over e a Taxa Selic Meta. 

O que é a Taxa Selic Over? 

A Taxa Selic Over é utilizada entre os bancos para o financiamento de pequenos empréstimos diários feitos para a liquidação de valores obrigatórios ao Banco Central. O valor que deste empréstimo é atrelado a taxa que o governo paga para emprestar dinheiro e, corresponde a Taxa Selic Over. 

O que é a Taxa Selic Meta? 

A Taxa Selic Meta é aquela que vemos divulgada constantemente nos noticiários de economia. Ela é a conhecida como a taxa básica de juros de nossa economia. E, na prática, é o que o governo paga para quem empresta dinheiro a ele, por meio de títulos do tesouro. 

Como a Taxa Selic é definida? 

A Taxa Selic é definida pelo Comitê de Política Monetária, o Copom, órgão do Banco Central.

A cada 45 dias, são realizadas reuniões em que os membros deste comitê analisam indicadores econômicos relacionados a inflação, contas públicas, atividades produtivas e operações do mercado. A partir das discussões, são tomadas as estratégias para a definição da taxa. 

E o que a Selic tem a ver com a inflação? 

O aumento e a diminuição da taxa Selic estão relacionados às estratégias para aquecer ou desacelerar a economia. Se a Taxa Selic diminui, o crédito fica mais acessível, já que os bancos tendem a diminuir as taxas de juros e com isso pegar dinheiro emprestado fica mais tentador, o que por consequência, faz com que a inflação suba, já que temos mais dinheiro circulando. 

Do contrário, dificultar o acesso de crédito, aumentando a taxa Selic, pode frear a economia, já que, com menos dinheiro circulando e as pessoas tendo menos possibilidades de emprestar dinheiro, o mercado abaixo o valor dos produtos, o que faz com que a inflação diminua. 

E hoje, qual é a taxa Selic? 

Para conferir o valor da taxa Selic atual, clique no link e acesso ao site do Banco Central. 

Quando são as próximas reuniões do Copom? 

  • 4 e 5 de agosto
  • 15 e 16 de setembro
  • 27 e 28 de outubro 
  • 8 e 9 de dezembro

Por que as taxas de juros ficam mais altas que a Taxa Selic?

Por mais que Taxa Selic seja a taxa básica dos juros, vários produtos de crédito do mercado financeiro possuem valores mensais e anuais superiores a Taxa Selic. Isso se dá pela particularidade de cada produto, análise de risco de inadimplência e garantias atreladas ao negócios.

Produtos de crédito com prazos curtos e com garantias contratuais tendem a ter juros menores, produtos de crédito com prazos mais extensos, níveis maiores de possibilidade de não pagamento e poucas garantias, possuem taxas de juros maiores. 

Por tudo isso, a Taxa Selic é um importante índice de nossa economia e seus impactos são sentidos por todos em nosso dia a dia.

Este post foi escrito pela Drimgo, parceira do Banco Bari na missão de ajudar as pessoas  as pessoas a melhor planejar e realizar seus sonhos por meio da educação financeira. 

Recomendações

Comentários

Mais posts

Investimentos Renda Fixa

Investimentos: o que é Renda Fixa?

O papo esta semana é sobre investimentos. E, para ser mais específico, sobre uma modalidade de investimento: a Renda Fixa.  […]

Ler mais
IPCA

Glossário Financeiro – O que é IPCA?

A gente se acostuma a ver várias siglas e termos que impactam nossa vida financeira: são índices, indicadores, taxas, impostos, […]

Ler mais
Pix

23 abr 20

Pix

PIX: você está por dentro dessa nova forma de pagamento?

Pix – Imagine efetuar pagamentos e transferências fora do horário de expediente bancário em tempo real?  É exatamente isso que […]

Ler mais

Atenção!

O Banco Bari alerta que não exige depósito prévio a título de fiança, seguro ou taxa de cadastro para concessão de empréstimos aos seus clientes.

Em cumprimento à Circular 3.991 do Banco Central de 19/3/2020 e seguindo as diretivas preventivas incentivadas pelas autoridades durante a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), informamos aos nossos clientes que o atendimento público presencial estará suspenso por tempo indeterminado.

Durante esse período, pedimos aos nossos clientes que utilizem nossos canais digitais de atendimento:
Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC)
4007-2888 (capitais e regiões metropolitanas)
0800-007-1777 (demais localidades)
41 98775-7044 (whatsapp)
ajuda@bancobari.com.br