O Banco

Para você

Para sua empresa

Blog

Empréstimo
/ Crédito com garantia de imóvel

Empréstimo inteligente para dar fôlego ao seu negócio.

Saiba mais
2ª via do boleto

Serviços ao mercado financeiro

Saiba mais
Sobre os produtos

O que o 3DS 2.0 significa para a segurança nos pagamentos

24 MAI 22
COMPARTILHE

O 3DS 2.0 é uma tecnologia de segurança que serve para agilizar as operações de compra e venda e evitar fraudes. 

No ambiente on-line, vários mecanismos de segurança precisam ser adotados, especialmente se o foco são as operações financeiras. É por isso que surgiu o 3DS 2.0, uma atualização de um protocolo de segurança já utilizado nas transações que envolvem dinheiro.

O principal objetivo é reduzir a chance de fraudes, já que esse sistema de segurança facilita que uma análise de dados mais ampla seja realizada. Ao mesmo tempo, esse propósito é alcançado sem interferir na experiência do cliente. Ou seja, é até uma forma da empresa melhorar a sua taxa de conversão.

Leia mais: Conheça 4 golpes financeiros comuns e como evitá-los

Tudo isso chama a atenção para o sistema 3DS 2.0. Mas ainda tem muito mais a saber. Por isso, criamos este post com as principais informações. Continue lendo!

O que é o 3DS 2.0?

O 3-D Secure 2.0 é a atualização do protocolo de segurança 3DS com foco nos pagamentos realizados em e-commerces. Por meio dessa versão, dezenas de variáveis são analisadas para saber se a operação é fraudulenta ou não.

Leia mais: Veja as dicas de segurança do Banco Bari

Essa versão é nativa mobile e consiste em um novo padrão de autenticação, também chamado de EMV 3DS. Ela funciona de maneira rápida, determinando se o comprador é o portador do cartão. Em alguns casos, faz a autenticação silenciosa sem prejudicar o liability shift (mudança de responsabilidade) dos estabelecimentos.

Assim, garante a melhor experiência de compra para o cliente, enquanto o lojista continua tendo os mesmos benefícios. Afinal, a responsabilidade do chargeback por fraude é repassada para o banco emissor.

O que é autenticação 3DS?

A autenticação 3DS é o 3DS 2.0 ou EMV 3DS. Esse é um protocolo utilizado no comércio eletrônico para garantir a veracidade das operações e evitar golpes financeiros nas transações com cartões de crédito e débito.

O que significa negativa 3DS?

O termo negativa 3DS é utilizado para situações em que há recusa da compra por indicativa de fraude. Portanto, esse é um recurso de segurança.

Como funciona 3DS 2.0?

ilustração de uma tela de computador com o escrito

O processo de análise é realizado de forma automática. Ainda assim, vale a pena entender como o protocolo de segurança funciona.

O primeiro passo é a entrega dos dados do cartão pelo comprador. O lojista utiliza o provedor de serviço 3DS 2.0 do e-commerce e os dados são enviados para o emissor do cartão. Assim, a autenticação da compra é solicitada.

Basicamente, a autenticação consiste em verificar se o portador do cartão é o titular. Uma dasformas de fazer essa análise é pela digitação de senha.

O processo é rápido e parte do risco envolvido nas transações financeiras virtuais. Dessa forma, o provedor de segurança auxilia o emissor a decidir sobre a autenticação.

Inclusive, destaca a melhor forma de executar, por exemplo, senha, token, entre outras. Então, o emissor envia o resultado da autenticação para o e-commerce. Se a compra for autorizada, a operação é concluída.

Vale a pena destacar que a autorização consiste na análise que verifica se o cartão pode ser utilizado na compra. Assim, também é identificado se há saldo em conta.

Quais são as vantagens da tecnologia?

O uso do 3DS 2.0 para pagamentos on-line traz vários benefícios a usuários e comerciantes. Isso porque evita fraudes e incentiva o pagamento via cartão de débito.

Dessa forma, há uma melhor experiência de compra para o consumidor. Tanto é que um estudo da Visa mostrou que o tempo de transação financeira chega a ser 85% menor.

Além disso, o abandono de carrinho é 70% mais baixo. Ou seja, há uma chance maior dos clientes concluírem a compra.

Um dos motivos para isso é o checkout mais rápido. Além disso, a redução do risco de chargeback também gera a diminuição dos custos operacionais com as operações feitas por pagamento eletrônico.

Mesmo assim, é recomendado utilizar mais uma ferramenta antifraude paralela. Com isso, é possível melhorar os seguintes aspectos:

  • Segurança nas transações que não exigem autenticação;
  • Menor exposição a fraudes e, como consequência, a diminuição da taxa de desaprovação dos emissores;
  • Preservação da imagem da sua empresa perante os consumidores;
  • Permanência do e-commerce dentro dos limites de chargeback definidos pelas empresas de meios de pagamento;
  • Controle das aprovações e da experiência proporcionada ao cliente por parte dos lojistas.

Quais são os impactos do 3DS nos sistemas de pagamento?

De modo geral, o principal impacto do sistema 3DS 2.0 para os meios de pagamento é a segurança digital. As transações financeiras virtuais são realizadas com o máximo de proteção, trazendo benefícios para lojistas e clientes.

Afinal, a experiência de compra é melhor, porque é mais segura e dinâmica. A autenticação acontece de forma silenciosa. Ou seja, sem precisar de mais dados para confirmar a propriedade.

Na prática, isso significa que o processo de compra não é interrompido e a finalização é rápida. Para quem não tem acesso ao cartão de crédito, o 3DS 2.0 representa a inclusão digital.

Portanto, essa tecnologia deve ser amplamente utilizada, porque torna todas as pontas do pagamento mais ágeis e seguras.

Quais são as mudanças na nova versão?

A segunda versão do protocolo de segurança traz algumas mudanças importantes. Elas se referem a:

  • Crescimento na conversão de vendas: a autenticação e a autorização ocorriam de forma simultânea anteriormente, deixando no mesmo fluxo da transação. Se a primeira etapa falhasse, toda a operação era perdida. Com o 3DS 2.0, a validação é separada. Assim, o lojista pode tentar novamente e seguir para a autorização;
  • Melhoria da experiência de compra: o pagamento pode ser feito sem a digitação de senha. Por exemplo, pode ocorrer via token, SMS e ativação silenciosa;
  • Pagamento simplificado: o processo de pagamento era redirecionado para a página do banco emissor, mas agora isso mudou. Antes, havia dificuldade na conversão. Agora, o 3DS 2.0 faz o lightbox aparecer na mesma página. Ou seja, um pop-up surge, deixando o checkout transparente. Assim, não é preciso sair do site;
  • Mobile first: o 3DS 2.0 funciona em dispositivos móveis. Antes, a aceitação era apenas de computadores. Isso facilita muito as vendas, já que a aceitação de celulares é maior no Brasil e no mundo;
  • Débito recorrente: algumas operadoras têm o sistema de débito em recorrência. Nesse caso, a primeira operação é autenticada com o 3DS 2.0, o que torna a operação em débito mais eficiente e rápida para o consumidor.

Quais são os cartões e as bandeiras aceitas pelo 3DS?

Os principais emissores de cartões e bandeiras já trabalham com essa tecnologia. Por exemplo, as bandeiras ELO, Visa e Mastercard. Além deles, vários emissores de cartão e bancos digitais também utilizam o sistema, como o Banco Bari.

Portanto, com o 3DS 2.0, você tem mais garantia de segurança das suas informações e dos seus clientes. Além disso, tem mais chances de vender e aumentar o faturamento do seu negócio.

Achou útil saber mais sobre o sistema 3DS 2.0? Aproveite e confira 6 dicas para se prevenir de golpes financeiros.

Veja também

Este site usa cookies e outras tecnologias que ajudam a personalizar o conteúdo de acordo com nossaPolitica de Privacidade. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.