O Banco

Para você

Para sua empresa

Blog

Multiconta

Um aplicativo que ajuda você a guardar $ para seus objetivos.

Multiconta Banco Bari
Conta Controle
Conta Objetivo
Pix
Baricard Elo Grafite
Investimentos

Produtos de Renda Fixa para o seu dinheiro render com segurança.

Saiba mais
Empréstimo
/ home equity

Crédito com garantia de imóvel para você usar como quiser.

Saiba mais
2ª via do boleto
Financiamento imobiliário

Inclua as custas de cartório nas parcelas e utilize seu saldo do FGTS.

Saiba mais

Empréstimo
/ home equity

Crédito com garantia de imóvel para você usar como quiser.

Saiba mais
2ª via do boleto

Serviços ao mercado financeiro

Saiba mais

Bariblog

Conteúdos para mudar a forma como você se relaciona com seu dinheiro
Investimentos

Como começar a investir: faça isso com pouco dinheiro e muito planejamento

02 MAR 21
COMPARTILHE

Aprender como começar a investir do zero te ajuda a ter um futuro mais confortável, e mesmo investindo pouco, o retorno pode ser excelente.

Como começar a investir?” Essa é uma dúvida que surge na cabeça de muitas pessoas, que querem fazer com que o dinheiro trabalhe por elas, e felizmente é tudo bem mais simples do que pode parecer em um primeiro momento.

Pelo menos 42 milhões de brasileiros tinham algum saldo aplicado em produtos de investimento em 2019, o que equivale a 44% das pessoas a partir de 16 anos, das classes A, B ou C e economicamente ativas, número que chama a atenção.

Ele foi obtido pela pesquisa “Raio X do Investidor Brasileiro - 3ª Edição”, feita pela Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) com 3.433 pessoas em 149 municípios.

44% é um número significativo, que mostra que aprender como começar a investir do zero não é tão complicado, dado o grande número de pessoas que investem. Porém, ele pode crescer bastante, e você pode ser o próximo a investir o seu rico e suado dinheirinho.

Continue conosco para aprender qual é o melhor investimento para quem tem pouco dinheiro, como começar a investir com pouco e várias outras informações super relevantes para entender como seus recursos financeiros podem trabalhar por conta própria!

O que é investimento?

Antes de falar sobre como começar a investir e quais são as possibilidades, vamos explicar brevemente a definição de investimento, o que pode ajudar a tirar algumas de suas dúvidas.

Basicamente, investir significa aplicar capital com a expectativa de lucros futuros. Em outras palavras, é aplicar o seu dinheiro em algum tipo de investimento para que seja possível resgatar, no futuro, uma quantia maior que a investida.

Há uma grande variedade de investimentos, com condições, lucros, aportes mínimos diferentes entre si, mas, via de regra, o objetivo sempre será o mesmo: fazer o seu dinheiro render.

Como começar a investir do zero? É realmente possível?

Sim! Diferente do que algumas pessoas podem pensar, investir não é algo restrito apenas a quem tem muito dinheiro ou que não tenha nenhuma dívida para pagar. Pelo contrário!

A pesquisa da Anbima que comentamos acima constatou que entre os investidores brasileiros, 57% pertencem à classe C (com rendimentos entre quatro e dez salários mínimos).

De acordo com cálculos do economista Marcelo Neri, diretor da FGV Social, havia 115,3 milhões de brasileiros na classe C em 2018, contra 63,2 milhões nas classes D e E e 30 milhões nas classes A e B.

Ao olhar para as duas pesquisas de forma combinada, vemos que a maioria da população brasileira está na classe C, que concentra o maior número de investidores.

Logo, a afirmação de que investimentos são destinados apenas a pessoas com muito dinheiro é falsa, o que está comprovado pelos números, e este é um ótimo indicativo de que, sim, é possível aprender como começar a investir do zero.

Dicas de como começar a investir com pouco dinheiro

Comece o quanto antes

Ao invés de aguardar pelo “momento perfeito” para investir, comece agora e aprenda na prática como este universo funciona.

Reduza suas despesas

Se você conseguir gastar menos, então terá mais dinheiro para investir. A economia pode vir desde cozinhar em casa ao invés de pedir fora a optar pelo transporte público ao invés do seu carro particular ou dos apps de transporte, por exemplo.

Defina objetivos de investimento

É interessante definir objetivos a curto prazo (até 2 anos), médio prazo (de 3 a 10 anos) e longo prazo (mais de 10 anos). Assim, ficará muito mais fácil planejar sua estratégia de investimento.

Conheça o seu perfil de investidor

Algumas pessoas estão preparadas para correr mais riscos, enquanto outras são conservadores e querem evitar prejuízos ao máximo. 

Pense em qual é o seu perfil entre conservador, moderado e arrojado e, com isso, busque saber quais são os melhores investimentos de acordo com o escolhido.

Preste atenção nas taxas cobradas em seus investimentos

A corretora ou instituição financeira provavelmente cobrará uma porcentagem dos seus lucros, e é indispensável se atentar a isso.

Afinal, taxas muito altas podem consumir uma boa parte dos rendimentos, o que influencia diretamente nos resultados esperados.

Não hesite em procurar ajuda

Mesmo que o seu interesse em saber como começar a investir seja grande, se você não for um especialista, é normal que tenha dúvidas no processo. 

Por isso, procure a ajuda de consultores e outros profissionais que possam lhe ajudar a tomar as melhores decisões, maximizar os lucros e diminuir os prejuízos.

Qual é o melhor investimento para quem tem pouco dinheiro?

Depois de conhecer informações tão importantes, chegou a hora de saber quais são as modalidades de investimentos e seus principais tipos. Veja só:

Investimento de renda fixa

São chamados de investimentos de renda fixa aqueles cuja remuneração ou forma de cálculo já são conhecidas assim que a aplicação é realizada. 

Eles são indicados para investidores conservadores, já que os riscos são menores, e se dividem entre os seguintes: prefixados e pós-fixados

Nos investimentos prefixados, o valor dos rendimentos já é conhecido no momento da aplicação. No caso dos pós-fixados, o valor dos rendimentos variam de acordo com a taxa SELIC, CDI e CDB, por exemplo.

Os principais investimentos de Renda Fixa são os seguintes:

  • Caderneta de poupança;
  • CDB (Certificados de Depósito Bancário);
  • Debêntures;
  • Fundos de Renda Fixa;
  • LCA (Letras de Crédito do Agronegócio);
  • LCI (Letras de Crédito Imobiliário);
  • Títulos públicos.

 

Investimentos: o que é CDB?

 

Investimento de renda variável

Os investimentos de renda variável, por sua vez, não possuem remuneração ou forma de cálculo conhecidos no momento da aplicação, pois variam de acordo com uma série de condições do mercado.

Isso faz com que eles sejam mais arriscados, mas, por outro lado, podem trazer lucros maiores. É recomendável já ter algum conhecimento sobre investimentos para optar pelos de renda variável.

As ações são os investimentos de renda variável mais conhecidos, mas também há outras modalidades, como os fundos imobiliários, por exemplo.

Viu como começar a investir é mais simples do que parece?

Nem todos sabem que começar a investir com 100 reais (ou até menos) é possível, o que acaba afastando alguns potenciais investidores. Porém, com todo o compartilhamento de informações na internet, o número de pessoas que investem só tende a crescer.

Mesmo que você ainda não saiba como começar a investir em ações, o que demanda algum conhecimento na área dos investimentos, pode se introduzir em outras modalidades mais simples, como pesquisar qual a melhor corretora para começar a investir em renda fixa, com menores riscos.

De qualquer forma, o importante é começar. Assim, além de comprovar como começar a investir é menos complicado do que pode parecer, ainda estará destinando uma parte do seu dinheiro para que este “trabalhe por você” e, assim, traga ótimos lucros. Fala sério: quer coisa melhor?

Veja também

Este site usa cookies e outras tecnologias que ajudam a personalizar o conteúdo de acordo com nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.