O Banco

Para você

Para sua empresa

Blog

Empréstimo
/ home equity

Crédito com garantia de imóvel para você usar como quiser.

Saiba mais
2ª via do boleto

Serviços ao mercado financeiro

Saiba mais
Sobre os produtos

Consórcio ou financiamento de imóvel: qual a melhor opção?

04 ABR 22
COMPARTILHE

O consórcio e o financiamento são as opções mais procuradas por quem deseja realizar o sonho da casa própria, mas não pode quitar seu valor à vista. Ambas as modalidades permitem pagamento a longo prazo, mas funcionam de forma diferente em relação ao uso do bem.

Adquirir um imóvel à vista pode ser o sonho de muita gente, mas essa prática na maioria das vezes não se encaixa na realidade de boa parte da população que sonha com uma casa própria. Por isso, muitas pessoas buscam outras formas de conseguir a casa própria, como o consórcio ou financiamento de imóvel.

Nem sempre é possível juntar o suficiente para comprar o tão sonhado imóvel a curto prazo. Além disso, com pouco incentivo à educação financeira promovido no país, poucos aprendem como fazer um planejamento financeiro para alcançar um objetivo

Uma forma acessível para conquistar o sonho da casa própria são os consórcios ou financiamentos imobiliários, que facilitam o pagamento de forma parcelada e a longo prazo. Neste artigo, iremos te mostrar como cada um deles funciona, assim como suas vantagens e desvantagens para você decidir o que vale mais a pena.

O que é financiamento de imóvel?

O financiamento de imóvel funciona da seguinte forma: a instituição financeira cede um valor ao cliente para que ele possa quitar o seu imóvel a longo prazo, na média dos 30, 35 anos. O padrão é a suavização das parcelas ao longo dos anos, ou seja, o valor da última parcela do financiamento sairá pela metade do valor inicial.

Quais as vantagens do financiamento imobiliário?

Uma das principais vantagens do financiamento de imóvel é a sua disponibilidade imediata, ou seja, desde o momento que você pagou a entrada, já poderá usufruir do imóvel.

Essa é uma vantagem para quem deseja sair do aluguel e abreviar o caminho para o sonho da casa própria, assim como para quem acabou de se casar ou simplesmente busca um lar para chamar de seu de forma rápida.

O financiamento de imóvel conta ainda conta com dois importantes seguros que garantem maior integridade para cliente e banco. O primeiro deles é o MIP (Morte e Invalidez Permanente), que cobre o valor das prestações em caso de morte ou invalidez do contratante do financiamento.

Esse procedimento, além de garantir segurança ao cliente que se encontra incapaz, já que uma vez aposentado por invalidez permanente, terá maiores dificuldades de quitação dos débitos, também garante que a instituição financeira não saia no prejuízo por inadimplência do cliente.

Outro seguro que faz parte do financiamento de imóvel é o DFI (Danos Físicos ao Imóvel), que cobre prejuízos referentes a fatores externos, como chuvas, enchentes, raios, incêndios, etc. 

Com esse benefício, o banco garante que, caso a casa retorne à instituição, ela esteja em boas condições. Da mesma forma, o seguro também tem relevância para que o cliente seja capaz de quitar todas as parcelas, pois custos com consertos e obras pesariam ainda mais em seu orçamento, o que dificultaria a quitação do financiamento.

Leia mais: O que é seguro MIP e DFI e qual a importância hoje 

Desvantagens do financiamento de imóveis

Será necessário o pagamento de 20% de entrada referente ao imóvel, que deverá ser feito de uma só vez. Além disso, o financiamento imobiliário cobra taxas de juros, baseadas na Selic, que podem contribuir no seu aumento ou diminuição de acordo com suas flutuações. 

Além disso, o atraso no pagamento de 3 parcelas seguidas dá direito ao banco de retomar o imóvel financiado.

 Por fim, há limitação na idade máxima da pessoa para realizar um financiamento imobiliário, que é de 80 anos e 6 meses. Conforme a idade do solicitante, o tempo para quitação do imóvel se torna menor. 

Usando como base os 80 anos e 6 meses, se uma pessoa de 70 anos decidir realizar um financiamento, ela somente poderá optar por uma modalidade com prazo máximo de 10 anos e 6 meses para a quitação das parcelas.

ilustração de uma casa, várias pessoas ao lado e ao lado de uma calculadora, e uma prancheta enorme preenchida

O que é um consórcio imobiliário?

Um consórcio imobiliário consiste num sorteio de cartas de créditos que representam o valor total do imóvel, como se fosse um vale presente. Para participar, será necessário fazer parte de grupos e pagar parcelas mensais referente ao valor do imóvel mais taxas.

Essas parcelas são divididas em 180 vezes em média, o que significa que a pessoa terá o prazo máximo de 15 anos até que consiga ser sorteada e assim, contemplar o imóvel. Esse prazo poderá ser menor, em questão de meses ou anos, depende exclusivamente da sorte do participante.

Vantagens do consórcio imobiliário

Diferente do financiamento, o consórcio imobiliário não lém entrada nem juros. Outras vantagens do benefício são:

  • O consórcio de imóveis é vantajoso para quem tem tempo de sobra para aguardar a sua contemplação, já que o processo poderá levar alguns bons anos até a entrega do imóvel.
  • O consórcio também não tem restrição para quem tem nome sujo, mas poderá se tornar um problema maior para quem deseja limpar o nome, afinal, é mais uma dívida em aberto.
  • Assim como o financiamento imobiliário, o consórcio imobiliário também conta com o MIP, assegurando suporte ao banco e cliente em caso de morte ou invalidez.

Quais são as desvantagens do consórcio imobiliário?

Enquanto o consórcio imobiliário não tem juros, outras taxas pesam nas parcelas, como o fundo comum, taxa de administração e fundo de reserva. Também há reajuste que ocorre periodicamente em cima do INCC, Índice Nacional de Custo da Construção.

Dentre as demais desvantagens, estão:

  • Ainda que seja possível participar dos sorteios com o nome sujo, a contemplação do prêmio só será possível após a retirada do nome do Serasa, ou seja, você não conseguirá usufruir da casa própria até quitar suas dívidas.
  • Se desejar interromper a participação no consórcio por qualquer que seja o motivo, será necessário pagar multas e taxas. Você poderá vender sua parte para alguém, seja pessoa física ou instituição financeira, mas essa transação deverá ser feita com pessoas de extrema confiança, pois há aspectos contratuais sensíveis que exigem discrição no seu processo.
  • Supondo que seja contemplado no consórcio, será necessária a quitação das parcelas restantes referentes ao grupo participante. Se você participou de um grupo com 15 anos de duração e foi contemplado no primeiro mês, necessitará pagar as parcelas restantes para manutenção do grupo, ou seja, para que o restante dos membros possa continuar sua participação.

O que é mais vantajoso, consórcio ou financiamento?

O financiamento apresenta algumas vantagens, como o fato de que ao pagar você já pode morar no imóvel. Além disso, você não dependerá de sorteio, muito menos precisará esperar anos para poder tomar posse do seu imóvel. Se você tem pressa e não pode pagar o valor total de uma vez só, o financiamento é a solução.

Por que o financiamento é melhor?

O consórcio, de primeira, pode parecer muito vantajoso, mas para quem sonha com a casa própria, e ao mesmo tempo, tem que lidar com gastos como aluguel, por exemplo, arcar com parcelas e todas as suas taxas se torna um suicídio financeiro. 

No final das contas, o consórcio poderá sair por um valor total mais elevado se comparado com o financiamento devido a quantidade de taxas e INCC. Assim, o financiamento pode ser uma melhor alternativa para quem deseja pagar com tempo e ao mesmo tempo, desfrutar do imóvel imediatamente.

Quando o consórcio vale a pena?

O consórcio vale a pena para quem não se importa de esperar anos para finalmente ser contemplado com o imóvel. Pode ser também uma solução para quem ainda deseja permanecer onde está e não se sente seguro para bancar um financiamento imobiliário por diversas questões. 

Faça uma simulação de financiamento imobiliário 

Ainda não sabe se deseja um consórcio ou financiamento imóvel? Para te ajudar a decidir, temos um simulador. Faça agora mesmo uma simulação de financiamento imobiliário!

Veja também

Este site usa cookies e outras tecnologias que ajudam a personalizar o conteúdo de acordo com nossaPolitica de Privacidade. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.