O Banco

Para você

Para sua empresa

Blog

Empréstimo
/ home equity

Crédito com garantia de imóvel para você usar como quiser.

Saiba mais
2ª via do boleto

Serviços ao mercado financeiro

Saiba mais
Parcerias

Aprovação de crédito: 6 dicas para melhorar as chances de aprovação da proposta de crédito do seu cliente.

23 SET 20
COMPARTILHE

Proposta de crédito - Os empréstimos com garantia de imóvel são um tipo de crédito com muitas vantagens como liberação de valores maiores, taxas reduzidas e mais prazo para pagamento.

Por ser uma transação que envolve a liberação de valores que podem chegar a casa dos milhões, o processo de solicitação desse tipo de crédito inclui mais etapas do que os empréstimos pessoais e consignados, por exemplo. 

Por isso, a proposta comercial para solicitação desse tipo de crédito precisa conter, além das informações de cadastro e renda, dados sobre o imóvel que será apresentado como garantia no empréstimo. Essas informações são coletadas já na simulação e precisam ser comprovadas posteriormente, durante o envio da proposta. 

Alguns cuidados simples na hora do envio dessa proposta, podem melhorar as chances de aprovação do crédito do seu cliente.

Separamos 6 dicas para você não errar e evitar negativas por falta de documentação ou envio de informações incorretas. Confira!
 

O que é proposta de crédito acolhida

A proposta de crédito acolhida envolve o preenchimento e assinatura de uma ficha cadastral que contém a autorização de consulta ao Bacen. Essa consulta faz parte da análise de crédito e é indispensável para a liberação do empréstimo.
 

Como funciona a aprovação de crédito?

O preenchimento correto de todas as informações da ficha, inclusive as assinaturas, é o primeiro passo para garantir que todas as informações sobre o cliente estarão na proposta e que ele autoriza as consultas necessárias. Por isso, instrua corretamente seu cliente nesse preenchimento, retire possíveis dúvidas e confira a ficha antes de submeter na instituição. 


1 - Atenção no envio da ficha cadastral

O preenchimento correto de todas as informações da ficha, inclusive as assinaturas, é o primeiro passo para garantir que todas as informações sobre o cliente estarão na proposta e que ele autoriza as consultas necessárias. Por isso, instrua corretamente seu cliente nesse preenchimento, retire possíveis dúvidas e confira a ficha antes de submeter na instituição. 
 

2 - Matrícula do imóvel

Para que a proposta de crédito do seu cliente seja avaliada corretamente é indispensável a apresentação da Matrícula do imóvel. Um documento oficial, emitido pelo cartório de registro de imóveis da região onde  fica localizado, que deve conter o histórico com informações como: localização, alterações ocorridas, hipotecas, alienações fiduciárias, transações de compra e venda e qualificação dos proprietários.

A Matrícula deve ser atualizada nas seguintes circunstâncias: primeiro registro do imóvel, fusão, averbação, requerimento do proprietário e em caso de loteamentos (para cada lote individual). 
 

3 - Escritura

A Escritura é um documento que concede validade jurídica a uma negociação de compra e venda de um imóvel. É ela que garante o direito à propriedade ao novo dono. 

Para fazer esse registro no tabelionato de notas, será necessário pagar, além das custas cartorárias normais, o Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), que é um valor devido à prefeitura do município onde fica localizado o imóvel. O valor do ITBI varia entre 2% e 3%, de acordo com a cidade e o valor do imóvel. 

Importante: a apresentação da Escritura na proposta de crédito não retira a necessidade da apresentação da Matrícula do imóvel. São documentos diferentes, que trazem informações diferentes sobre a propriedade. 
 

4 - Entrevista transparente

Pode parecer simples, mas esse é um passo indispensável para que a proposta de crédito do seu cliente seja o mais realista possível. Entender as necessidades e os motivos da busca pelo crédito, assim como conhecer as condições financeiras ajudam na hora de construir o perfil do cliente. Esse perfil será importante na hora da análise de crédito e das garantias. 

Construa uma relação de confiança e sinceridade com seus clientes e garanta que as informações trocadas serão sempre verdadeiras. 
 

5 - Comprovação de renda

Por ser uma transação com garantia, esse tipo de empréstimo permite uma maior flexibilidade na comprovação de renda. Sendo possível compor renda com cônjuges, familiares e sócios comerciais. No entanto, é preciso estar atento aos tipos de comprovantes aceitos. 

Cada instituição tem regras próprias de documentação, aqui no Bari, aceitamos para comprovação de renda contracheques e extratos de movimentação bancária. Já o Imposto de Renda é aceito apenas de forma complementar, exigindo a apresentação de outro comprovante principal. 
 

6 - Atenção para as áreas de atuação

Antes mesmo de iniciar o preenchimento da ficha e a proposta de crédito, verifique se o imóvel do seu cliente realmente está dentro da área de atuação e é aceito como garantia.

As condições comerciais podem sofrer alterações e checar antes do cliente enviar todas as documentações, evita frustrações e avaliações negativas para você e para a empresa. 

Seguindo essas dicas, a proposta de crédito do seu cliente terá mais chances de aprovação e a experiência dele desde a simulação, passando pelo contato com você, até a aprovação e liberação do recurso será muito melhor. 

Gostou deste conteúdo? Então continue acompanhando as nossas postagens por aqui. Siga Banco Bari e Parceiros Bari nas redes sociais. 

Veja também

Este site usa cookies e outras tecnologias que ajudam a personalizar o conteúdo de acordo com nossaPolitica de Privacidade. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.