O Banco

Para você

Para sua empresa

Blog

Empréstimo
/ home equity

Crédito com garantia de imóvel para você usar como quiser.

Saiba mais
2ª via do boleto

Serviços ao mercado financeiro

Saiba mais
Empreender

Como começar a empreender: do zero até seus primeiros clientes

03 JAN 22
COMPARTILHE

Para saber como começar a empreender, é preciso considerar desde a ideia do negócio até a conquista de clientes por meio do atendimento. O processo ainda passa pela formalização e outras questões. Entenda melhor como começar a empreender do zero

 

Você quer saber como começar a empreender? É possível que sim. Afinal, o brasileiro tem uma paixão pelo empreendedorismo. Pelo menos, é isso que indicam os dados do governo brasileiro.

Segundo o Mapa de Empresas, cerca de 1,4 milhão de negócios foram abertos somente entre maio e agosto de 2021. Com isso, o País chegou a mais de 18 milhões de empreendimentos em funcionamento.

Você pode ter mais um. Basta saber como começar a empreender do zero. Como montar um negócio do zero? Neste post, vamos abordar as principais etapas para chegar lá!

O que é necessário para começar a empreender?

Pode parecer difícil abrir um novo negócio. Porém, existem várias etapas que ajudam a estruturar esse processo. Assim, você evita a burocracia excessiva e garante que a sua jornada no empreendedorismo comece com o pé direito.

Além disso, é preciso considerar algumas facilidades. Hoje, é possível saber como abrir uma empresa no Brasil de forma online. Isso porque os processos estão sendo digitalizados.

Como consequência, houve uma redução no tempo de abertura das empresas. Inclusive, o Mapa das Empresas indicou que o tempo médio no segundo quadrimestre de 2021 foi de 2 dias e 16 horas.

Todos esses fatores a favor devem ser complementados com as boas práticas que ajudam a saber como empreender. Veja quais são eles!

Leia também: 7 ideias para empreender com pouco dinheiro

ilustração de uma mulher e um homem. Eles estão de frente um para o outro, e ao lado deles há uma tela de um smartphone ou tablet. Na tela, há um homem explicando gráficos e moedas, como se ensinasse a começar a empreender.

1. Conheça ideias para abrir um negócio com pouco dinheiro

Existem várias formas de você começar a empreender. Todas elas passam por escolher uma área de atuação com a qual tenha afinidade. É fundamental gostar do que se faz para aumentar suas chances de sucesso.

No entanto, pode ser que você tenha pouco dinheiro para iniciar. Sem problemas. Nesse caso, coloque a sua criatividade à prova. Por exemplo, se você quer vender roupas, pode:

  • Abrir uma loja física;
  • Criar uma marca própria;
  • Ter uma unidade franqueada;
  • Trabalhar com um nicho específico, como roupas de festa, para surfistas ou skatistas;
  • Abrir um negócio que ainda não tenha na sua cidade ou bairro;
  • Vender os mesmos produtos que já fazem sucesso, mas de uma forma inovadora. É o caso de ter um brechó de luxo, por exemplo.

Perceba que essa escolha vai interferir em várias questões do seu negócio. Por isso, é importante fazer uma autoavaliação para identificar:

  • Suas habilidades;
  • Sua área de especialização;
  • O orçamento disponível;
  • O capital necessário para sua ideia.

2. Estude sempre

O aprendizado deve ser constante ao começar a empreender do zero. Você pode ter uma educação formal na área de administração ou no seu nicho de atuação. Ainda assim, não saberá tudo. Por isso, deverá estudar sempre.

3. Analise o mercado

Mais do que escolher um segmento de atuação, é preciso ter certeza de que haverá demanda. Para isso, é importante fazer uma análise SWOT. Ela avaliará as forças, as fraquezas, as oportunidades e as ameaças.

Também vale a pena realizar uma pesquisa de mercado. Ela abrange fornecedores, concorrentes, clientes e outros fatores. A partir disso, você terá um guia que direcionará as próximas ações a serem realizadas. 

4. Saiba como abrir uma empresa MEI

Em seguida, verifique se a sua atividade pode ser exercida como Microempreendedor Individual (MEI). A lista com todos os códigos de Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) está no Portal do Empreendedor.

Se estiver autorizado, chega o momento de fazer o seu CNPJ pelo mesmo site. Para isso, basta inserir as informações solicitadas, como endereço da empresa e capital social (valor inicial para realizar as atividades).

O número será gerado na hora. Depois, você deverá fazer o processo na Secretaria de Estado da Fazenda e na prefeitura, se atuar nos setores de indústria ou comércio. Caso queira atuar com prestação de serviços, o procedimento é todo na prefeitura da sua cidade.

Nesse momento, as exigências são diferentes. Por isso, é importante consultar diretamente o município. Lembre-se de que você não precisa de um contador, mas pode ser interessante. Além disso, existem regras específicas do MEI, como:

  • Limitação de faturamento de R$ 81 mil;
  • Contratação de até 1 funcionário;
  • Pagamento mensal do Documento de Arrecadação Simplificada (DAS).

5. Verifique tudo que precisará para começar

Para abrir um novo negócio, é importante listar todas as ferramentas e equipamentos necessários. Considere se precisará de:

  • Maquininha de cartão;
  • Sistema de gestão, estoque e gerenciamento de clientes;
  • Máquinas para fabricar ou vender o produto, ou ainda prestar o serviço;
  • Site;
  • Perfil em marketplaces ou redes sociais.

Esses são apenas alguns exemplos. De toda forma, vale a pena se preparar para qualquer cenário que se apresente.

6. Elabore um plano de negócios

O plano de negócios é um direcionador das decisões e ações tomadas. Isso porque ele estabelece os objetivos e as estratégias a serem adotadas. No final, ele se torna uma espécie de roteiro que sua empresa deverá seguir.

Para atingir esse patamar, é preciso abranger alguns pontos específicos. Os principais são:

  • Nome da empresa;
  • Área de atuação;
  • Descrição da atividade exercida;
  • Definição do público-alvo;
  • Escolha do modelo de negócio, ou seja, se será uma loja física, virtual, somente pelas redes sociais etc.;
  • Plano operacional, que indicará como a empresa vai funcionar;
  • Plano financeiro, que deverá considerar capital de giro (montante necessário para a realização das atividades), orçamento, capital inicial etc.;
  • Plano de marketing, que abrange os canais de divulgação da empresa.

Esse documento também será necessário caso você precise contratar um empréstimo. Isso traz mais segurança por mostrar à instituição financeira que sua empresa conseguirá honrar os compromissos.

7. Saiba vender e conquistar clientes

Existem várias formas de vender seus produtos ou serviços. No entanto, é imprescindível estar na internet. Vale a pena ter um site, porque ele é o cartão de visitas da sua empresa. Ainda é importante estar nas redes sociais.

Os perfis podem ser criados em várias, mas é importante escolher aquelas que fazem mais sentido para o seu negócio. Por exemplo, se você presta serviços, o LinkedIn tende a ser um bom negócio. Por outro lado, a rede é menos interessante para a venda de roupas.

Além disso, lembre-se de criar um perfil no Google Meu Negócio. Ele é gratuito e coloca sua empresa em evidência quando as pessoas pesquisarem por determinadas palavras-chave. Por exemplo, “pet shops na Liberdade São Paulo”.

Caso tenha orçamento disponível, pode criar anúncios patrocinados. Eles ajudam a atrair clientes. Ainda assim, sempre pratique o bom atendimento e busque alternativas para se diferenciar da concorrência.

Tenha em mente que os clientes são fundamentais para o seu negócio. Sem eles, não há vendas. Então, aplique as melhores práticas. Até mesmo porque conquistar um cliente novo custa entre 5 e 7 vezes mais do que manter os antigos, como sugeriu o pai do marketing, Philip Kotler.

Dessa forma, você alcança a fidelização. Ou seja, os clientes se tornarão fãs e promotores da sua marca, fazendo o boca a boca presencial e virtual. Aos poucos, o seu negócio ganha cada vez mais.

Com todas essas dicas, você já sabe como começar a empreender e tirar as suas ideias do papel. O processo pode ser um pouco complexo, mas vale a pena tentar.

E você, precisa de um apoio financeiro para começar a empreender do zero? Conte com a ajuda do Banco Bari e conheça nosso empréstimo para capital de giro!

 


 

 

 

 

Veja também

Este site usa cookies e outras tecnologias que ajudam a personalizar o conteúdo de acordo com nossaPolitica de Privacidade. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.