O Banco

Para você

Para sua empresa

Blog

Empréstimo
/ home equity

Crédito com garantia de imóvel para você usar como quiser.

Saiba mais
2ª via do boleto

Serviços ao mercado financeiro

Saiba mais
Gestão do Negócio

Como fazer a gestão de riscos do negócio e mitigar imprevistos

01 NOV 21
COMPARTILHE

O gerenciamento de riscos deve fazer parte do planejamento corporativo, a fim de evitar prejuízos e perda de reputação da empresa no mercado

Todo negócio envolve riscos. Com o cenário atual de incertezas econômicas resultado da pandemia da Covid-19, esses riscos se exacerbaram, trazendo inseguranças para as empresas. 

Por conta desse cenário, e para evitar ainda mais prejuízos, uma gestão de risco do negócio se faz necessária, independentemente do segmento da empresa, seja ela uma organização consolidada, seja uma startup. 

Além disso, um bom gerenciamento de riscos do negócio tem sido muito importante diante do aumento da competitividade e de novas tecnologias presentes nos dias de hoje. 

Realizar uma análise acompanhada de uma abordagem preventiva garante às empresas conhecimento necessário para mitigar os riscos.  

O que é a gestão de risco do negócio?

A gestão de risco do negócio nada mais é do que analisar, dimensionar e mitigar qualquer risco que possa afetar a execução de metas desenhadas pela empresa. 

Os riscos, independentemente do setor que a empresa atua, se caracterizam como incertezas econômicas e eventos imprevisíveis que podem impactar negativamente os negócios, tais quais:

  • Sazonalidade: variação na demanda do produto ou serviços dada determinada época do ano;
  • Mercado: riscos que envolvem a economia, como flutuações da taxa de câmbio, mudanças no cenário internacional, crises políticas etc.;
  • Crédito: riscos de clientes inadimplentes;
  • Controles governamentais: algumas empresas estão sujeitas a controles governamentais mais severos, o que pode afetar abruptamente as regras do setor;
  • Operações comerciais: as operações de um dado negócios estão sujeitas a eventos imprevisíveis, como quebra de equipamentos, falhas nos processos, não alcance de metas etc.;
  • Reputação: envolvem fraudes, corrupção, má conduta de colaboradores, atendimento ao cliente de baixa qualidade, entre outros, que podem minar a reputação de uma empresa;
  • Financeiro: tomada de crédito e fluxo de caixa negativo;
  • Estagnação ou retração: o setor de um determinado negócio pode sofrer estagnação ou retração, diminuindo a oferta de produtos ou serviços, causando prejuízos para a empresa. 

Importância do gerenciamento de riscos

O gerenciamento de riscos é importante principalmente para desenvolver ferramentas e outras ações que visam reduzir ameaças que afetam o desempenho da empresa e o alcance de metas, diminuindo a rentabilidade do negócio. 

É por isso que fazer uma análise de riscos do negócio e traçar um bom planejamento são passos fundamentais para se preparar frente às circunstâncias adversas que impactam as empresas. 

Leia mais: Para que serve a reserva de emergência e como calcular o valor ideal?

Como fazer gerenciamento de risco

Veja a seguir algumas dicas de gerenciamento de risco que podem ajudar na hora de mitigar imprevistos para o seu negócio.

Mapeie os riscos 

Primeiro é importante fazer um mapeamento dos riscos que afetam o seu negócio. Durante esse processo, você pode se deparar com fatores que nem imaginava que pudessem gerar impacto negativo.

Para ajudar nessa análise, existem duas ferramentas usadas pelas empresas:

Análise SWOT

Essa ferramenta te ajudará a identificar as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças do seu negócio. Por meio dela é possível traçar estratégias que abordem riscos e oportunidades.

 

Ilustração mostra homem vestido de calça preta, camisa branca e gravata preta, segurando uma lupa gigante em frente a um grande gráfico em formato de pizza.

 

Diagrama de Causa e Efeito ou Diagrama de Ishikawa

Esse gráfico possibilita identificar as causas-raiz de um ou mais problemas na organização, responsáveis pela queda de produtividade.

Além dessas duas ferramentas, você também pode abrir um espaço de diálogo entre gestores e colabores a fim de identificar riscos em potencial e levantar ideias que possam saná-los.

Análise quantitativa

Mapeado os riscos, é hora de realizar uma análise quantitativa que indicará a probabilidade que estes riscos têm de ocorrerem, seus impactos e quais merecem uma maior atenção. Você também pode avaliar a urgência que cada risco tem. 

Essa análise pode ser feita por meio da:

  • Classificação dos riscos;
  • Análise do custo dos produtos e/ou serviços e eventuais prejuízos;
  • Análise de variáveis (custos, tributos, receita, inadimplência, produtividade, etc.).

Avalie os riscos e crie uma plano de ação

Identificado os riscos prioritários, é necessário ainda fazer uma avaliação se o risco é desejável ou indesejável. 

O risco desejável é inerente ao negócio e faz parte das operações da empresa, podendo ser facilmente monitorado e gerenciado pela empresa. Já o risco indesejável, é aquele que não faz parte do negócio e é dificilmente monitorado e gerenciado. 

Leia também: Você já ouviu falar de endividamento saudável? 

No último caso, se faz necessário a criação de um plano de ação que envolva todos os agentes do negócio, desde gestores até colaboradores, para mitigar os impactos dos riscos.

Monitore os resultados

Ao colocar em prática esse plano de ação, é necessário monitorar os resultados e analisar a eficiência com que esses riscos estão sendo abordados. 

Por exemplo, no caso de uma empresa que quer investir em outro produto, por conta da sazonalidade do seu produto original (risco potencial), criando estratégias de marketing e conteúdo para promover esse novo item. 

É necessário acompanhar essas estratégias de perto, verificando problemas financeiros e falhas de execução, atuando quando necessário para reverter qualquer impacto negativo. 

Agora que você já sabe o que é, a importância e como fazer um gerenciamento de riscos, não perca a chance de avaliar as oportunidades e ameaças de cada risco para melhorar o desempenho e aumentar a rentabilidade do seu negócio. 

Leia mais: 5 dicas para reerguer seu negócio depois da pandemia | Bariblog

Gestão dos negócios é no Banco Bari

A conta digital múltipla do Banco Bari permite que você utilize ferramentas inovadoras e exclusivas para planejar e controlar os gastos de sua empresa, identificando qualquer risco que possa surgir no seu negócio. 

Você também pode realizar investimentos em Renda Fixa para ampliar as operações da sua empresa, pelo próprio aplicativo Banco Bari.

Abra já a sua conta e aproveite todas as nossas facilidades!

Veja também

Este site usa cookies e outras tecnologias que ajudam a personalizar o conteúdo de acordo com nossaPolitica de Privacidade. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.