O Banco

Para você

Para sua empresa

Blog

Empréstimo
/ home equity

Crédito com garantia de imóvel para você usar como quiser.

Saiba mais
2ª via do boleto

Serviços ao mercado financeiro

Saiba mais
Educação Financeira

Para que serve a reserva de emergência e como calcular o valor ideal?

11 FEV 21
COMPARTILHE

Aprenda o que é uma reserva financeira e quanto você deve poupar para ficar tranquilo. 

Se teve uma coisa que 2020 nos provou foi que imprevistos acontecem. Ninguém estava preparado para tudo que aconteceu. Dados da 3ª edição do Raio X do Investidor Brasileiro, realizada pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), demonstraram que 62% dos brasileiros não economizaram nada em 2019 e entraram na crise causada pela epidemia de Covid-19 sem uma reserva de emergência. 

Isso prova que a educação financeira do brasileiro ainda deixa muito a desejar e como a ausência desse conhecimento pode ser prejudicial em momentos de crise como este que vivemos. 

Além do endividamento, que chegou a 66,3% no final do ano passado, de acordo a Confederação Nacional do Comércio (CNC), o brasileiro também tem grande dificuldade de poupar valores para emergências.

Outra pesquisa, dessa vez do PoderData, fez a seguinte pergunta aos entrevistados: “Se você tivesse uma emergência e precisasse de R$ 200, você teria esse dinheiro disponível?”. Apenas 40% dos entrevistados disseram ter a quantia. A maior parte (55%) disse que não. Outros 5% não souberam responder.

E qual é a solução para esse problema? Depois de organizar as próprias finanças e sair da inadimplência, você precisa começar a sua reserva de emergência. Se você não sabe nem o que isso significa e muito menos por onde começar, venha com a gente e saia do zero direto para a tranquilidade financeira. 

 

O que é reserva de emergência? 

A reserva de emergência é um montante de dinheiro que você guarda para utilizar em uma situação emergencial. Essa quantia te dará tranquilidade para suprir despesas mensais e continuar mantendo a sua qualidade de vida.

Dessa forma, a reserva emergencial irá garantir que você tenha segurança para suprir as necessidades básicas se caso haja algum imprevisto que te deixe sem uma fonte de renda por um período, assegurando e protegendo as suas finanças. 

 

Como fazer reserva de emergência do Banco Bari
62% dos brasileiros não têm qualquer reserva de emergência financeira


Que tal a um exemplo bem próximo da realidade? Imagine que você foi um dos 3,1 milhões de brasileiros que perderam o emprego em apenas três meses de pandemia (IBGE - agosto/2020). Você não tem uma previsão de quando vai conseguir um novo emprego, então como fará para arcar com suas despesas mensais e se manter durante os próximos meses? 

Perda de emprego, acidentes de carro, doenças graves, necessidade de reparos em casa ou falecimentos inesperados, tudo isso pode parecer muito drástico, mas essas coisas acontecem todos os dias e será mais fácil lidar com elas se você estiver preparado financeiramente para isso. 

 

Ícones gráfico de maleta, carro, ferramenta, ambulância e casa mostrando exemplos de reserva de emergência
Imprevistos acontecem. A reserva de emergência garante que você passe por eles com tranquilidade financeira.

 

Como calculo o valor ideal para a minha reserva de emergência?

Especialistas indicam que a reserva financeira deve ser o valor de três a seis meses dos seus custos fixos mensais. Esse valor é o mínimo para garantir alguma segurança em caso de imprevistos. 

Mas a verdade é que, quanto maior for o valor guardado, por mais tempo você poderá manter as despesas mensais e o padrão de vida com tranquilidade.

O cálculo para descobrir o valor ideal é bem simples, mas para chegar a esse número você precisa ter um orçamento doméstico e conhecer suas rendas e despesas. Dessa forma, será possível isolar quanto você gasta mensalmente e também entender quando da sua renda você pode dispor para poupar. 

Vamos para mais um exemplo: digamos que sua despesa mensal seja de R$ 3 mil e você deseja formar uma reserva financeira para seis meses. Logo: R$ 3 mil x 6 meses = 18 mil.

Ou seja, para garantir uma reserva de emergência que supra suas despesas mensais por seis meses você precisa guardar R$ 18 mil. 
 

Um passo de cada vez: construa sua reserva de emergência.
 

Onde devo deixar a minha reserva financeira? 

Que bom que você começou a poupar para a sua tranquilidade financeira. Agora, vem o segundo passo: investir da maneira correta esses valores. 

As regras para isso também são simples, você precisa de um bom rendimento e de uma aplicação que ofereça liquidez diária, ou seja, que deixe você ter acesso a esses valores imediatamente, caso precise. 

É aqui que muita gente erra e corre para a poupança, mas essa não é a melhor opção e a gente te explica o porquê:

O rendimento da poupança está fixado em 70% da taxa Selic + TR e atualmente, a Selic está em 3,5% ao ano e a TR congelada em zero desde 2017. Dessa forma, a poupança vem rendendo aproximadamente 2,45% ao ano, de acordo com o Banco Central.  

Essa é uma remuneração muito baixa, mesmo se comparada com outros produtos de Renda Fixa que oferecem segurança e podem ter liquidez diária. Além disso, a poupança oferece rentabilidade mensal e, nesse caso, um produto com  rentabilidade diária é mais indicado. 

 

Porquinho azul e ícones gráficos de segurança e dinheiro conectados a ele.
Aplique sua reserva em produtos de investimento que ofereçam segurança, rentabilidade e liquidez diária.

 

Investimentos: entenda porque a poupança não é a melhor forma de aplicar o seu dinheiro
 

Quais as melhores opções de investimento para aplicar os valores da reserva? 

Ainda falando de Renda Fixa, já que é preciso manter esses valores seguros e disponíveis, existem opções mais rentáveis e com a mesma segurança e possibilidade de liquidez diária da poupança, como por exemplo: 

Diferente da poupança, a maioria dos produtos de Renda Fixa têm o rendimento atrelado ao CDI. No entanto, é possível fazer uma comparação entre os rendimentos atrelados à Selic e ao CDI, pois as duas taxas estão sempre muito próximas.

No momento, o CDI está em 3,4% ao ano, o que significa que qualquer valor aplicado com rentabilidade de 100% do CDI, renderá 3,4% ao ano, valor superior aos 2,45% ao ano que a poupança oferece. 
 

Meu dinheiro estará realmente seguro?

Quando estiver escolhendo um banco ou corretora para fazer suas aplicações, é importante você ter certeza de que é uma instituição associada ao Fundo Garantidor de de Crédito (FGC)

O FGC garante aplicações de até R$ 250 mil por CPF ou CNPJ para o mesmo conglomerado financeiro. Ou seja, se um investidor possui um LCI de R$ 100 mil, ele é protegido pelo FGC em caso de falência ou problemas financeiros na instituição onde estão os investimentos. 
 

Como posso comparar os rendimentos dos produtos de Renda Fixa?

Existem ferramentas bastante eficazes para comparação de rendimentos, como por exemplo o Yubb, um site que permite que você escolha o valor, o tipo de aplicação, o resgate e te apresenta as melhores opções disponíveis no mercado, de acordo com o seu perfil e necessidade. 

Aqui no Bari, temos ótimos produtos de Renda Fixa e uma plataforma completa para você fazer investimentos. 

Abaixo, apresentamos uma comparação entre o rendimento do CDB Bari com liquidez diária, uma ótima opção de aplicação para reservas de emergência, e outros produtos similares encontrados no mercado. Confira:

ProdutoBariOutros (média)Liquidez
CDB Liquidez Diária110105Diária

*Site comparador de rentabilidade (www.yubb.com.br)
 

Veja também a comparação de rendimentos de outros produtos de Renda Fixa do Banco Bari: 

ProdutoBariOutros(média)Liquidez
CDB IPCA + 2 anos2,751,182 anos
CDB IPCA + 4 anos4,53,204 anos
LCI 3 anos1201093 anos 
LCI IPCA 4 anos4,0-4 anos

*Site comparador de rentabilidade (www.yubb.com.br)

Que tal começar agora mesmo a poupar e investir a sua reserva de emergência? O Bari está aqui para te auxiliar e oferecer o produto de investimento certo para o seu perfil. 

Se você gostou deste conteúdo, deixe seu comentário, não esqueça de continuar acompanhando as nossas postagens por aqui e de seguir o Banco Bari nas redes sociais. 

Veja também

Este site usa cookies e outras tecnologias que ajudam a personalizar o conteúdo de acordo com nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.