O Banco

Para você

Para sua empresa

Blog

Empréstimo
/ home equity

Crédito com garantia de imóvel para você usar como quiser.

Saiba mais
2ª via do boleto

Serviços ao mercado financeiro

Saiba mais
Planejamento Financeiro

Como criar e colocar em prática um planejamento financeiro empresarial

11 OUT 21
COMPARTILHE

O plano financeiro é fundamental para traçar metas e objetivos que levarão a uma maior rentabilidade do negócio

O planejamento financeiro empresarial faz parte do plano de negócios de toda empresa que quer sair do campo das ideias e conquistar resultados.  

E não são só grandes empresas que devem desenvolver um planejamento financeiro: o tema também tem muita relevância para pequenos e médios empreendedores. 

Pequenas e médias empresas, assim como microempreendedores, podem traçar metas e avaliar suas finanças por meio de um bom plano financeiro, responsável por controlar o caixa e melhorar a rentabilidade do negócio.  

Mas não se assuste. Explicaremos melhor o que é um planejamento financeiro empresarial, com dicas de como elaborar o seu. Continue conosco!

O que é planejamento financeiro empresarial? 

O planejamento financeiro para empresas aponta as diretrizes para rentabilizar um negócio. 

Ele é responsável pela saúde do caixa e é por meio dele que são planejados os gastos, as despesas e os investimentos empresariais que serão feitos a curto, médio e longo prazo. 

É por isso que este documento é tão importante. Quem não tem um planejamento bem definido não consegue tomar decisões estratégicas para a empresa. 

Até porque é a saúde financeira da sua empresa que direcionará os rumos do seu negócio. 

A partir de uma análise das projeções financeiras por meio do planejamento, é possível revisar custos e identificar melhores oportunidades para otimizar as atividades e gerar lucro. 

Como fazer um planejamento financeiro empresarial? 

Alguns passos importantes podem ser tomados na hora de realizar um planejamento financeiro empresarial para garantir os melhores resultados para a sua empresa.

Antes de começar, é importante definir a metodologia que vai te ajudar a traçar estratégias e implementar ajustes. 

A mais comum é a análise SWOT, mas para o planejamento financeiro empresarial também é utilizado o Ciclo PDCA (Plan, Do, Check, Action), 5W2H, entre outras. Essas metodologias podem ser usadas de maneira isolada ou combinadas. 

A seguir, confira os principais passos que você pode pôr em prática para a criação do plano financeiro da sua empresa:

1. Analise a situação atual

A estruturação do plano financeiro depende de uma análise da situação atual da sua empresa.  

Portanto, faça um levantamento das informações mais relevantes do seu negócio. Avalie:

  • produto ou serviço prestado;
  • público-alvo;
  • tempo de mercado;
  • setor de atuação;
  • custos;
  • rentabilidade;
  • pontos positivos e negativos das operações.

A partir da análise desses pontos, é possível saber quanto a empresa tem efetivamente no caixa para, então, traçar metas e atividades para que o negócio cresça e atinja resultados. 

2. Use uma planilha

Por se tratar de uma grande quantidade de informações relevantes, que serão usadas para se ter uma visão global do negócio, é importante tê-las em uma planilha ou um software. 

Ter um planejamento financeiro empresarial no excel pode ser uma boa forma de organizar esses dados. Você pode incluir na sua planilha: 

  • planejamentos dos gastos recorrentes (aluguel, serviços, funcionários, etc.), gastos extraordinários (manutenção) e gastos destinados a novos investimentos;
  • planejamento do quanto a empresa pretende ganhar em um determinado período;
  • plano de vendas;
  • informações sobre o fluxo contábil e financeiro da empresa em um dado período.

3. Defina metas globais

ícone de três pessoas analisando um painel de dados. dois homens e uma mulher. No painel, vários gráficos se destacam

Ao saber a situação atual do seu negócio, o próximo passo é definir as metas globais da empresa.

Qual o valor destinado a investimentos operacionais? Qual o faturamento que a empresa pretende atingir? Quais são os limites de custos e despesas? Qual o lucro esperado? 

As respostas para essas perguntas servirão como base para o próximo passo do planejamento: plano de ação.

4. Plano de ação

Com as metas globais definidas é hora de partir para o plano de ação. É ele que vai garantir que essas metas se convertam em resultados.

O plano de ação envolve objetivos específicos para cada departamento, como produção, marketing, finanças, recursos humanos, entre outros, e o mapeamento de ações necessárias para executá-los.

Por último, crie um cronograma para cada área de acordo com as responsabilidades de cada equipe. E não se esqueça de monitorar os resultados e documentá-los para planejamentos futuros.

5. Elabore um orçamento anual 

Com as metas e o plano de ação já definidos, é possível se chegar ao plano orçamentário que vai ser fundamental na hora de planejar as finanças da sua empresa. Aqui, as metas financeiras têm especial relevância.

No plano orçamentário as metas de faturamento se tornarão projeções de vendas, a capacitação de funcionários e treinamento de equipes serão projeções de despesas, o aluguel de um novo centro de distribuição será um investimento operacional e assim sucessivamente. 

Desta maneira, o seu negócio terá um plano completo que engloba o quanto você precisa faturar, quais são seus custos e despesas e quais os investimentos que você pretende realizar.

A partir desta gestão orçamentária, você poderá acompanhar os números da sua empresa ao longo do ano e ajustar as operações caso elas não estejam de acordo com o que você planejou.

Leia mais: Como a digitalização pode ajudar no controle das finanças | Bariblog

6. Prepare-se para cenários alternativos

Um plano financeiro também envolve a previsão de cenários alternativos. Isso quer dizer que talvez o que você tenha planejado no início não ocorra 100% como você esperava. 

Portanto, ao realizar o seu planejamento financeiro é importante planejar um cenário oposto ao cenário otimista do início, em que todas as metas e objetivos traçados são alcançados. 

Neste caso, analise os primeiros resultados práticos do seu plano e compare-o com o que foi previsto. Faça ajustes no que não saiu como esperado. 

Por exemplo, os prazos de recebimento dos clientes estão muito distantes da data de pagamento dos fornecedores? Não dê tanto prazo para o parcelamento.

Leia mais: Um passo de cada vez: construa sua reserva de emergência. | Bariblog

Pequenos fatores podem interferir nos objetivos da empresa, diminuindo a rentabilidade do seu negócio. 

Acompanhe cada passo do seu planejamento financeiro empresarial e faça mudanças quando necessário.

Por aqui, a nossa especialidade é ensinar, motivar e facilitar a educação financeira para todos os tipos de empresas. Seja com conteúdos educativos ou criando ferramentas inovadoras, como a Conta Digital, estamos sempre trabalhando para transformar a realidade financeira dos brasileiros. 

A Conta Digital do Banco Bari ainda oferece facilidades de empréstimo para fazer o seu negócio crescer. Acesse o nosso site e faça sua conta!

 

Veja também

Este site usa cookies e outras tecnologias que ajudam a personalizar o conteúdo de acordo com nossaPolitica de Privacidade. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.