O Banco

Para você

Para sua empresa

Blog

Empréstimo
/ home equity

Crédito com garantia de imóvel para você usar como quiser.

Saiba mais
2ª via do boleto

Serviços ao mercado financeiro

Saiba mais
Planejamento Financeiro

Passo a passo de como fazer um planejamento financeiro pessoal

12 NOV 21
COMPARTILHE

Organizar o orçamento pode te ajudar a sair do vermelho e a realizar planos que até então só estavam no papel

Um planejamento financeiro pessoal marca o início de muitos planos e objetivos que temos. 

Seja uma viagem, pagar a faculdade dos filhos, comprar uma casa, tudo isso requer um controle do seu orçamento. 

E não é só isso: um controle financeiro pessoal possibilita que você saia do vermelho e ganhe maior segurança financeira. 

Qual a importância do planejamento financeiro pessoal?

O planejamento financeiro pessoal é um documento que pode ser feito em uma planilha, em um software ou à mão, e que vai te ajudar a controlar seus ganhos e gastos. 

Ele é importante para que você tenha total controle da sua vida financeira e, a partir daí, possa traçar metas e planos para alcançar seus objetivos financeiros e sonhos.

Se você quer comprar uma casa ou fazer uma viagem, por exemplo, por meio do plano financeiro você vai saber quanto vai gastar e o quanto precisa poupar para que esses desejos se cumpram. 

Além disso, o planejamento financeiro pessoal é fundamental para quem está sempre no vermelho, gasta mais do que ganha e tem dificuldade para poupar.

Como fazer um planejamento financeiro pessoal?

vetor de um homem colocando uma lupa em um gráfico, com uma calculadora na frente

Cada pessoa tem um perfil diferente. Portanto, antes de iniciar seu planejamento considere a forma que você consome e organiza seu dinheiro. 

Você quer sair do vermelho, juntar dinheiro ou investir em um negócio? Entender como funcionam as suas finanças e a maneira como você se relaciona com seu dinheiro deve ser levado em conta antes e durante a elaboração do plano.

A seguir, veja alguns passos simples para criar um planejamento financeiro pessoal. 

1. Trace suas metas financeiras

Ao iniciar o seu planejamento, pense nos objetivos que quer chegar e quanto precisa para poder realizá-los. 

A partir daí, é possível analisar quais contas podem ser cortadas, ou o quanto você consegue economizar e poupar. 

Porém, seja realista ao traçar suas metas. Não é possível juntar R$100 mil em um ano com um salário de R$2.000,00 e sem nenhum investimento. 

Mas é possível ter uma reserva de emergência de R$2.400 em um ano, guardando R$200 por mês. 

2. Registre todas as informações do seu planejamento financeiro

 

Organize todo o seu planejamento financeiro seja em uma planilha, software ou em um plano à mão. Você pode registrar:

  • ganho fixo mês a mês: inclui salário líquido e investimentos (se houver);
  • gastos fixos: contas a pagar, aluguel, prestação do carro ou casa, serviços de streaming, academia etc.

Com essas informações, é possível saber a sua situação financeira atual e traçar um plano para poupar e fazer o seu dinheiro render.

3. Adeque os gastos à sua rotina

Mais do que registrar o seu plano financeiro, é importante também adequar os seus gastos à sua rotina para ter um maior controle do seu dinheiro. 

Inclua na planilha informações como:

  • gastos com supermercado e outras compras;
  • fatura do cartão de crédito;
  • gastos com lazer;
  • valor que vai ser poupado e/ou investido.

Separar o seu planejamento por categorias pode te ajudar a ver com clareza para onde seu dinheiro está indo, bem como onde você pode economizar. 

Leia mais: Um passo de cada vez: guarde o que puder e torne poupar um hábito | Bariblog

4. Aprenda sobre educação financeira e saiba poupar

Poupar dinheiro pode ser algo fácil para muita gente. Mas, para outras, é um objetivo que não consegue ser atingido dentro de um planejamento financeiro. 

Por isso, é comum ver pessoas no vermelho ou pedindo empréstimo para cobrir outros empréstimos e dívidas. 

Segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC) realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismos (CNC), em julho de 2021, 71% das famílias brasileiras relataram ter algum tipo de dívida (cartão de crédito, empréstimo pessoal, crédito consignado, cheque pré-datado, cheque especial, prestação de carro e casa, e carnê de loja).

Poupar significa, basicamente, gastar menos do que ganha. 

Aprender a poupar dinheiro não é só importante para alcançar objetivos financeiros, mas também para pagar as dívidas e sair do vermelho. 

Pesquisar sobre finanças e aprender sobre educação financeira podem te ajudar a economizar, conhecer práticas de como melhorar o seu orçamento e lidar com seu dinheiro de maneira responsável.  

Assim como o planejamento financeiro pessoal, a educação financeira permite entender como você gasta o seu dinheiro e oferece ferramentas para que você aprenda a organizar as suas finanças. 

Leia mais: Qual a importância da educação financeira nas escolas? | Bariblog

5. Investimentos

Investir o seu dinheiro é uma ótima forma de multiplicá-lo. 

Atualmente, no mercado financeiro, existem diversos produtos de investimento indicados para quem está começando a investir, ou para aqueles que já tem uma reserva econômica destinada para investir. 

Seu planejamento, somado à sua educação financeira, te ajudará na hora de investir com segurança e confiança. 
Com a Conta Digital do Banco Bari, você tem acessos a produtos de investimento de renda fixa, que envolvem CDB e LCI, e pode aplicar com apenas alguns cliques no nosso app. Abra a sua conta e comece a investir!

Veja também

Este site usa cookies e outras tecnologias que ajudam a personalizar o conteúdo de acordo com nossaPolitica de Privacidade. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.