O Banco

Para você

Para sua empresa

Blog

Empréstimo
/ home equity

Crédito com garantia de imóvel para você usar como quiser.

Saiba mais
2ª via do boleto

Serviços ao mercado financeiro

Saiba mais
Sobre os produtos

Dicionário financeiro: crédito com garantia de imóvel

28 OUT 21
COMPARTILHE

Entenda os principais termos envolvidos na contratação desse tipo de empréstimo

 

A busca por crédito com garantia de imóvel cresceu 64,7% em seis meses (janeiro a junho de 2021), de acordo com dados da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip). No entanto, mesmo diante de todo esse crescimento, muitas pessoas ainda não compreendem como essa modalidade de empréstimo funciona. 

Por ser um empréstimo com garantia, a contratação envolve diversas etapas de análise de crédito, jurídica, do imóvel, cartorária etc. Esse processo acaba envolvendo a utilização de alguns termos mais técnicos e que podem não ser conhecidos pelo cliente. Pensando nisso, criamos esse dicionário financeiro explicando algumas das expressões que podem ser encontradas durante a contratação do crédito com garantia de imóvel. Confira. 

Alienação fiduciária

Alienação fiduciária é um contrato utilizado para transferir a propriedade de um bem de um devedor para um credor durante uma operação de crédito. Tomando como referência um crédito com garantia de imóvel o bem será um imóvel que será alienado para uma instituição financeira durante essa operação. É essa garantia que

 permite que a instituição forneça empréstimos de valores maiores com juros mais baixos e prazos mais longos.

Amortização

A amortização é um processo de pagamento de uma dívida, por meio de parcelas periódicas e realizadas de maneira planejada. 

Contratos prefixados e pós-fixados

É considerado prefixado o contrato que não sofre correção da inflação, via indexadores. Isso significa que o valor das parcelas permanecem fixas do início ao fim do contrato. 

Contratos pós-fixados

Contrato pós-fixado é aquele que sofre correção por um índice de inflação, como o IPCA, por exemplo. Lembrando que as prestações ainda podem variar em função de mudanças nos valores dos seguros das tarifas de gestão de crédito, independente se seu contrato é prefixado ou de pós-fixado. 

Custas cartorárias

São os custos operacionais envolvidos na contratação de um empréstimo com garantia de imóvel. Esses valores poderão ser diluídos nas parcelas. 

Custo Efetivo Total (CET)

O custo efetivo total (CET) equivale aos encargos, despesas, tributos, taxas e custos que incidem sobre a operação de crédito. 

Imposto sobre Operação Financeira (IOF)

IOF é uma sigla que significa Imposto sobre Operações Financeiras. É um tributo federal que, além de arrecadar recursos para a união, mede o número de operações financeiras realizadas no país. O IOF é cobrado em operações de títulos e valores imobiliários; seguros; crédito e câmbio. A porcentagem cobrada varia conforme a modalidade da operação e pode ser fixa, proporcional, variável, progressiva ou regressiva. Para empréstimos e financiamentos, o IOF equivale a Alíquota Diária (de 0,0082% ao dia) e Alíquota Adicional (de 0,38% sobre o valor global da transação).

 

Ilustração mostra uma pessoa de cabelos compridos, calça preta e blusa azul empurrando uma morda como se fosse uma roda para perto de uma casinha branca com telhado preto que está cercada por ícones que representam dinheiro como moedas, porcentagens etc.
O processo de contratação de um crédito com garantia de imóvel envolve várias etapas e alguns termos técnicos que você deve conhecer. 

 

IPCA

O IPCA é a sigla para Índice de Preços ao Consumidor Amplo, que é medido mensalmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística e é considerado o índice oficial de inflação no Brasil. Esse índice é muito utilizado como indexador para para correção de contratos de empréstimos. 

Parcela

A parcela é uma parte do valor da prestação que deverá ser paga mensalmente pela contratação do crédito, sendo composta por: amortização e juros. A amortização é o pagamento gradual do valor tomado. O juro é a taxa percentual cobrada pela instituição pelo empréstimo do dinheiro.

Prestação

A prestação é o valor total que deverá ser pago mensalmente até quitar o empréstimo. É o valor que virá demonstrado para pagamento no seu boleto mensal. A prestação é composta pela parcela (amortização e juros), os seguros e as tarifas mensais de gestão de crédito. Para contratos Pós-Fixados, a prestação também terá o acréscimo da correção pelo IPCA, que é o indexador utilizado pelo Bari. 

SAC

SAC é a sigla para Sistema de Amortização Constante. Um sistema onde os pagamentos do valor financiado ocorrem de forma constante. No SAC, as parcelas começam com valores mais altos e diminuem ao longo dos pagamentos mensais. No entanto, as parcelas são compostas também pelos juros acordados para concessão do financiamento. 

Seguros MIP e DFI

Os seguros em um contrato imobiliário têm o objetivo de assegurar à instituição e ao cliente, diante de casos de danos inesperados ao imóvel e sinistros ao longo do contrato. O Seguro de Morte e Invalidez Permanente (MIP) quita o saldo devedor do financiamento imobiliário ou o crédito com garantia de imóvel (home equity), em caso de invalidez permanente, falecimento do contratante, ou de um dos integrantes da renda familiar, quando o contrato indicar que mais de uma pessoa compõe a renda para o pagamento. A alíquota do seguro MIP é calculada com base na faixa etária do cliente. O seguro de Danos Físicos do Imóvel (DFI), por sua vez, cobre prejuízos causados ao imóvel por fatores externos. Os eventos cobertos devem estar previstos na cláusula contratual.

Tabela Price

Tabela Price, também conhecido como sistema francês de amortização, é um método usado em amortização de empréstimo no qual a principal característica é apresentar prestações iguais, ou seja, a primeira e a última prestação do financiamento terão o mesmo valor. Na Price, o cálculo dos juros é feito sobre o valor total financiado, mas a composição das parcelas é feita de forma diferente: as primeiras prestações são calculadas dando prioridade ao pagamento dos juros. Já a amortização da dívida fica para as parcelas finais do financiamento. 

Tarifa de estruturação

A contratação do crédito com garantia de imóvel é um processo que envolve diversos processos, análises e outras burocracias. A taxa de estruturação inclui: a coleta de documentos e certidões do imóvel e dos proponentes, processamento de dados e custos operacionais.

Valor financiado

O valor financiado é composto pelo valor liberado, pelas tarifas (Estruturação e Custas Cartorárias) e pelo IOF (Imposto sobre Operações Financeiras). O valor liberado equivale ao depósito na sua conta e ao pagamento de dívidas pré-existentes, caso haja em seu nome. 

Valor total do empréstimo

O valor total do empréstimo é a quantia total liberada pela instituição na sua linha de crédito, onde consta o valor de crédito que você solicitou, acrescido de eventuais dívidas pré-existentes em seu nome, e os custos de sua operação de crédito (tarifas + despesas de registro + IOF). 
Agora que você já sabe o que significa os termos utilizados no processo de contratação de um empréstimo com garantia de imóvel, faça uma simulação online e verifique as condições que o Banco Bari tem a oferecer

Veja também

Este site usa cookies e outras tecnologias que ajudam a personalizar o conteúdo de acordo com nossaPolitica de Privacidade. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.