O Banco

Para você

Para sua empresa

Blog

Empréstimo
/ home equity

Crédito com garantia de imóvel para você usar como quiser.

Saiba mais
2ª via do boleto

Serviços ao mercado financeiro

Saiba mais
Investimentos

SELIC em Alta: o que significa para seus investimentos

07 ABR 22
COMPARTILHE

A alta da Selic leva o fluxo de investimentos para a renda fixa. Entenda o que esperar com o aumento dessa taxa e quais as melhores opções de investimentos nesse momento. 

De uma maneira simples, a Selic é a taxa básica de juros que indica o quanto alguém paga quando empresta dinheiro e o quanto recebe quando investe. Por exemplo, com a Selic em alta, a renda fixa remunera melhor os seus investidores e apresenta menor risco.

Reajustes da SELIC

Em março de 2022, o COPOM (Comitê de Política Monetária) aumentou para 11,75% a taxa Selic, atingindo o maior patamar dos últimos cinco anos. A medida é uma maneira de conter a inflação, que ainda não mostrou sinais de melhora.

Essa não é a primeira vez em que vemos a alta na SELIC, que em 2015 chegou a 14% ao ano. Esse cenário começou a mudar e em 2020 atingimos a mínima histórica de 1,90% ao ano. Com essa queda na SELIC, alguns investidores que sentiram que não tinham mais a garantia de rentabilidade real da renda fixa, migraram para investimentos mais agressivos, como a bolsa de valores.

Como o aumento da Selic impacta os investimentos?

A rentabilidade real de um investimento é aquela que supera a inflação e, com a inflação batendo mais de 10% ao ano, é preciso rever as estratégias para investir.

A inflação é o aumento geral de preços, sendo que aumentar a taxa de juros pode ajudar a controlar esse aumento. Quando a Selic está alta, os empréstimos ficam mais caros, o que significa que as empresas tomam menos crédito e ficam mais contidas com relação à expansão e gastos.

Também os investimentos passam a pagar melhor, o que significa que a população passa a guardar mais dinheiro e, por isso, menos dinheiro circula na economia. Aqui a simples lei da oferta e demanda entra em ação. Quanto menos pessoas comprando, menores os preços ficam e isso ajuda no controle da inflação.

Geralmente em um cenário de SELIC em alta, os investidores perdem o apetite para risco e diminuem a volatilidade de suas carteiras. Por esse motivo vemos a migração de investidores da renda variável para a renda fixa.

Impacto na bolsa de valores

Algumas empresas com capital aberto na bolsa de valores sofrem com a alta da Selic, pois o crédito fica mais caro e as pessoas consomem menos. Além disso, investidores começam a migrar para a renda fixa e começam a vender suas ações, o que faz os preços caírem.

Com os preços baixos das ações, muitos investidores aproveitam para comprar, mas esse tipo de investimento é imprevisível e não é possível saber como ficarão as flutuações da bolsa.

Esse cenário não é permanente e, quem investe na bolsa com objetivos de longo prazo, não deve se incomodar com o cenário.

Alta da Selic e investimentos em renda fixa

ilustração de um homem sentado de pernas cruzadas acima de uma pilha de moedas, ao lado de um saco de dinheiro. Atrás, setinhas simulando a alta e queda em gráficos.

Todos os títulos de renda fixa passam a remunerar melhor com o aumento da taxa Selic, além de diminuir o risco para o investidor. No geral, tanto os títulos pré-fixados quanto os pós fixados se tornam investimentos com mais rentabilidade e menos volatilidade do que a renda variável.

Segundo a CNN Brasil, a taxa Selic deve chegar a 13% ainda no final de 2022. Ainda que os especialistas do mercado financeiro prevejam a Selic mais alta, no longo prazo ela tende a cair novamente. Para que o investidor possa garantir as boas taxas atuais da renda fixa, deve investir em opções com prazo mais alongado.

Qual o melhor investimento com o aumento da SELIC?

Embora não haja uma resposta única para o questionamento sobre o melhor investimento com a taxa SELIC em alta, destacamos que a melhor opção para construir uma carteira de investimentos é sempre a diversificação. Não colocar todo o seu dinheiro em apenas um tipo de investimento é regra básica no mercado financeiro. É possível escolher produtos diferentes e com baixo risco dentro das modalidades de investimentos em renda fixa. Conheça os tipos de investimento em renda fixa:

Pré fixado

Esse é o único tipo de investimento em que é possível saber exatamente quanto você  vai ter ao final do prazo estipulado. O emissor vai fixar uma taxa ao ano e ela vai ser paga, com juros sobre juros mensais, até o vencimento. Com a alta da taxa Selic, esse produto está pagando muito melhor do que há um ano atrás, por exemplo.

Pós Fixado

Nesse tipo de produto da renda fixa, a taxa também é fixada, mas é sempre atrelada a um indexador, um indicador do mercado financeiro. Pode ser a Taxa Selic, o CDI (que é muito parecido com a Selic) ou a Inflação (IPCA – Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo). 

Se um produto paga 100% da Selic ao ano, significa que a rentabilidade vai variar de acordo com a oscilação dessa taxa. A mesma coisa acontece com produtos que pagam IPCA + uma taxa fixa, por exemplo. Nesse caso, quer dizer o pagamento será o valor da inflação no período, acrescido de um valor fixo.

Principais tipos de investimentos de renda fixa afetados pela alta da Selic 

CDB pré-fixado

A taxa é fixa do início ao fim. Geralmente quanto maior o prazo que puder deixar o investimento parado, maior a taxa que o banco paga. É importante ressaltar que não se deve investir nesse produto o dinheiro que precisará ser usado antes do vencimento.  A estratégia dele é justamente deixar até o vencimento para garantir a taxa combinada previamente 

Veja mais: Tudo sobre o que é CDB e como funciona 

Tesouro Selic

O Tesouro SELIC é um investimento pós fixado atrelado à taxa Selic. Esse produto paga um percentual da taxa Selic e vai acompanhar todo o movimento que ela fizer. Sempre que tiver a palavra “tesouro” no nome do produto, significa que o investidor compra títulos públicos federais.

Leia também: O Que é a Taxa Selic Acumulada e Como Ela Impacta a Economia

CDB pós fixado CDI

O CDB também pode ser pós-fixado, atrelado ao CDI, que geralmente é uma taxa muito próxima à Selic. Quanto mais longo o vencimento, tende a ser maior o percentual do CDI que é pago.

CDB pós fixado IPCA

O CDB atrelado ao IPCA garante uma rentabilidade real acima da inflação. Ele vai remunerar a inflação do período e mais uma taxa fixa. 

LCI (Letra de Crédito imobiliário) e LCA (letra de crédito do Agronegócio)

Esses investimentos são livres de imposto de renda, porque o recurso é utilizado no setor imobiliário ou de Agronegócio, setores incentivados pelo Governo porque impulsionam a economia. É possível encontrar LCI’s e LCA’s pós-fixados atrelados tanto ao CDI como ao IPCA.

Leia também: CDB ou LCI: qual o melhor investimento? 

Aproveite a alta da SELIC para aumentar sua carteira de investimentos

Está em busca de diversificar sua carteira de investimentos? Com a taxa SELIC em alta, pode ser uma boa hora de ampliar seu portfólio de renda fixa. Confira todas as opções de investimentos em Renda Fixa que o Banco Bari oferece para você!

Veja também

Este site usa cookies e outras tecnologias que ajudam a personalizar o conteúdo de acordo com nossaPolitica de Privacidade. Ao continuar navegando, você declara estar ciente dessas condições.